Consulte a Melhor Programação para o seu filho

Consulte a melhor programação para o seu filho

Ver todas as atrações


Perfis de alunos e escolas

29 de Março de 2016 | Lição de Casa

EscolaQuando vamos escolher a escola em que nossos filhos irão ingressar, nós pais precisamos esclarecer para nós mesmos o que pretendemos para a formação dos pequenos a longo prazo. Há famílias que priorizam a preparação para o vestibular e a inserção no mercado de trabalho, outras valorizam a iniciação de uma doutrinação religiosa, muitas investem na construção do sujeito autônomo e buscam uma instituição que tenha uma formação mais ampla. Enfim, existem muitos perfis de famílias e também de escolas.

Uma vez decidido qual rumo tomar, é aconselhável que a família visite a escola escolhida, de preferência em horário de funcionamento, para que possa ver na prática os princípios e a filosofia da instituição.

Algumas observações primárias devem ser levadas em consideração para ajudar na escolha, como por exemplo a localização. Sabemos, por experiência diária, que o trânsito anda cada vez mais difícil. O desgaste de nossos filhos cortando a cidade em horário de pico deve ser considerado, uma vez que influenciará no cansaço e consequentemente no rendimento escolar deles. Outro fator importante está relacionado com o número de alunos por turma. Turmas muito grandes dificultam a observação, pelo professor, das necessidades particulares de cada aluno.

Algumas crianças ficam no contraturno, permanecendo no ambiente escolar por 8 horas ininterruptas. Nesse sentido, ter um espaço onde possa ver o dia, brincar e respirar um pouco de ar livre é sempre bom. A infraestrutura da escola também deve ser considerada. É importante que haja espaço para esportes, lazer, cultura e para conversas informais. Assim fortalecem-se os vínculos e as amizades, pois a convivência é necessária para aprenderem a viver em sociedade cultivando o respeito mútuo desde pequenas.

Avalie com cuidado o projeto pedagógico e observe se tem consonância com os valores familiares. Um discurso afinado entre família e escola tende a contribuir para o desenvolvimento da segurança nos pequenos e auxiliar na assimilação das normas e do regimento interno da instituição. E claro, procure referências de pais que têm filhos na mesma escola. Há escolas que se preocupam em demasia com os próprios resultados em vestibulares deixando em segundo plano o desenvolvimento global de seus alunos. Cuidado com os rankings e as propagandas. Cuide para que a educação do seu filho não vire apenas estatística.

Quando precisei mudar minha filha de escola, decidi que ela estudaria em uma na qual ela tinha passado pelo processo de seleção e a respeito da qual tínhamos boas referências. Fiz todas essas observações relatadas acima e, apesar de uma coisinha ou outra, estava convicta da minha escolha. Por insistência dela, na época com 9 anos, permiti que fizesse teste em outra escola, onde alguns ex-colegas já estudavam. Quando a levei para a realização do teste, num sábado de manhã, fui recebida por professores sorridentes e funcionários participativos em todo processo de recepção e condução dos pais e alunos dentro da escola. A diretora recebeu um a um os pais. Toda a equipe estava envolvida no processo de seleção e isso chamou minha atenção. Procurei investigar e soube que muitos tinham de cinco a 20 anos de casa.

Uma escola em que os funcionários se sentem bem e vestem a camisa, entendo como sendo um critério relevante. Os professores estão ligados aos alunos no dia a dia. Se trabalham satisfeitos, executam melhor o seu trabalho e fazem vínculo com seus alunos. Para mim, este foi o ponto decisivo. Ponderei sobre as condições e acabei por acatar a escolha de minha filha. Ela está feliz nesta escola, e eu, muito satisfeita com o trabalho realizado no desenvolvimento dela.