Consulte a Melhor Programação para o seu filho

Consulte a melhor programação para o seu filho

Ver todas as atrações


O relógio biológico e o horário de verão

06 de Outubro de 2016 | Lição de Casa

Foto: PixabayA qualidade e a quantidade de sono sofrem importantes alterações ao longo de nossas vidas. Reconhecer as necessidades individuais de sono dos nossos pequenos nos ajudará como pais e cuidadores a estabelecer rotina e horários para prevenir ou corrigir possíveis desequilíbrios.

Durante o sono, acontecem atividades metabólicas imprescindíveis para a saúde no geral e para os processos de aprendizagem como a memória, raciocínio, atenção, concentração, humor, agressividade, produção de hormônios e diversos outros aspectos, cognitivos ou não, relacionados ao desenvolvimento e à qualidade da aprendizagem. 

No dia 16 de outubro, terá início o famoso horário de verão. Para alguns a adaptação à mudança se dá de uma forma mais tranquila, mas existem outras pessoas que sofrem bastante para se adaptarem às mudanças advindas do novo horário.

Não sei se é o seu caso, mas não são raros os relatos de pais sobre a luta para fazerem os filhos irem para a cama no horário combinado. Os pequenos relutam ao máximo na hora de dormir. Tendem a adiar o encontro com o travesseiro com o desejo de aproveitarem mais e mais o dia. Mas na manhã seguinte a conta chega! Um sono avassalador. É uma dureza para sair da cama e fazer o cérebro pegar no tranco. 

Para amenizar os efeitos causados pela mudança do horário de verão, os especialistas em sono recomendam que medidas gradativas sejam tomadas com alguns dias de antecedência. Assim, nosso relógio biológico vai se adaptando aos poucos e os efeitos vão sendo minimizados até que a adaptação seja completa.

Cerca de dez dias antes do início do horário de verão, inicie os procedimentos para a hora de dormir um pouco antes do habitual. Reduzir os estímulos ambientais um pouco mais cedo também funciona muito bem. Aqui entram o silêncio e pouca luz. Nada de alimentos estimulantes, como café, chá ou refrigerante, poucas horas antes de dormir. E claro, aproveitar o fins de tarde para passeios e caminhadas que reequilibram o organismo e dão aquela relaxada para que o sono seja ainda mais gostoso e revigorante.