Consulte a Melhor Programação para o seu filho

Consulte a melhor programação para o seu filho

Ver todas as atrações


O hábito de estudar cotidianamente

07 de Maio de 2016 | Lição de Casa

EstudosPodemos considerar como hábitos as ações que executamos repetida e rotineiramente, de forma automática e natural, sem que necessitemos despender grandes esforços motivacionais para realizá-las. Agindo repetidas vezes, as ações são incorporadas em nossa vida cotidiana de forma tão natural que não a julgamos como um dever ou uma obrigação. Nosso cérebro é especialista em traçar rotas mais fáceis e ágeis de executar uma tarefa. Isso otimiza o tempo e consequentemente poupa energia. 

Desenvolver o hábito de estudar todos os dias poupa tempo e energia e permite alcançar grandes resultados. Deixar para empenhar nos estudos só na época dos exames não é uma boa estratégia. O conhecimento é sedimentado aos poucos em nossa memória. Se todo dia criarmos condições para que nossos filhos possam estudar, o conteúdo vai sendo assimilado de forma gradativa. O cérebro vai fazendo associações, permitindo uma absorção mais natural das informações. 

Nem sempre é possível estar inteiramente disponível para acompanhar os estudos diários de nossos filhos, certo? Desse modo, o quanto antes desenvolverem autonomia nos estudos - sob nossa supervisão - melhor! E pra que isso aconteça, para que a autonomia cresça e apareça, precisamos fazer igual comer mingau quente: ir devagar e pelas bordas, introjetando hábitos de organização e concentração nas tarefas escolares na rotina dos pequenos. Pra saber se não é mais uma "receita infalível para os outros mas impossível para mim", só praticando, hein?!

Alguns cuidados e dicas valem ouro nessa hora:

  • Proporcionar um ambiente tranquilo, desligando os aparelhos de TV, computadores e celulares (incluindo os aparelhos de quem acompanha o filho) na hora do "para casa".
     
  • Eliminar os possíveis distratores na mesa de estudo - objetos, brinquedos ou livros que podem chamar a atenção e dificultar a concentração.
     
  • Preparar com antecedência o material necessário para realização das tarefas em casa, como revistas, jornais ou colas. Isso evita dispersão e otimiza o tempo, tornando o trabalho produtivo.
     
  • Estudar a matéria dada no mesmo dia. Facilita muito a fixação, pois a explicação do professor ainda está fresquinha na memória.
     
  • Estabelecer horário fixo, o que ajuda muito a transformar rotina em hábito.
     
  • Melhor estudar primeiro e brincar depois, mas estar descansado é fundamental.
     
  • Respeitar algumas questões pessoais da criança, como, por exemplo, por qual disciplina ela quer começar a estudar, as cores que quer usar para colorir, o jeito como ela prefere fazer os desenhos. Pode-se oferecer ajuda dando opções na escolha das palavras quando ela for escrever uma história, por exemplo. Mas a batida do martelo deve ser do artista, no caso a criança. Muita preocupação estética é coisa de adulto e prejudica no desenvolvimento de criatividade.
     
  • Demonstre que você está mesmo preocupado que ela aprenda, entenda e não apenas faça. (Né?!)
     
  • Perseverança. Muita perseverança.