Consulte a Melhor Programação para o seu filho

Consulte a melhor programação para o seu filho

Ver todas as atrações


O dia em que eu me apaixonei pela Pitanga, uma cachorra que aguarda ser adotada

19 de Abril de 2018 | Pai tem que fazer de tudo
IMG_3860.jpeg (2.23 MB)
Foto: Arquivo Pessoal

Antes de tudo, que saudade! Fiquei um tempinho sumido, mas estou de volta. A Canguru mora no meu coração e traz muitas coisas boas e desafios para a comunidade Pai Tem que Fazer de Tudo! 

Neste texto, quero contar uma emoção recente: o dia em que fui conhecer um cão que estava para adoção.

Fui lá com o coração batendo forte. Quis conhecer a cachorrinha Pitanga. Linda, divertida, com dentes brancos e sadia. Bem humorada mesmo após ter passado uns tempos na rua, ao lado de um usuário de drogas que de repente sumiu. Antes do desaparecimento do moço, ela ia todos os dias, às 16h, até uma oficina buscar pão e aprender mecânica (rs!). O dono do local adorava e, claro, pegou carinho. Consequentemente,  ele acabou a acolhendo junto com um casal de amigos. Com a missão de ficar com ela até conseguir um novo lar.

Para acabar com o mistério: será que eu levei ela pra casa? A resposta é não! Isso mesmo. Adotar não é pegar um item na prateleira e depois devolver. É uma gracinha que hoje ela tenha um local temporário bom para correr, receber amor e comida gostosa.

Eu e Tereza, mesmo sentindo uma grande vontade, preferimos não assumir esse compromisso de vida com a linda Pitanga. Não faríamos mal a ela. Não é isso... A questão é que temos horários malucos, momento financeiro difícil, não temos espaço para manter a rotina de atividades e a prioridade de tempo é para o Samuca. Tirar ela do atual lar... Não achamos isso justo.

Pitanga, me perdoe! Foi o melhor pra você. Peço que vocês, assim como nós, reflitam sobre o ato de comprar e adotar um animalzinho. Não é brinquedo de criança. O caso da Pitanga é um exemplo disso. É preciso ter responsabilidade!

Depois eu volto aqui para contar se ela conseguiu uma família. Até as últimas notícias que tive, não.

 

Facebook-01.png (83 KB) Instagram-01.png (104 KB)