Consulte a Melhor Programação para o seu filho

Consulte a melhor programação para o seu filho

Ver todas as atrações


Nem machismo nem feminismo no Dia Internacional da Mulher

05 de Março de 2018 | Antiprincesas

mulherforte_Foto Vanessa Serpas.jpg (254 KB)Nesta semana lembramos, internacionalmente, o Dia da Mulher. Apesar de, ano após ano, a data ser associada a estereótipos e clichês de todo tipo e de as mulheres serem presenteadas com rosas, doces e outros mimos, ela marca um movimento iniciado há mais de um século por direitos e oportunidades iguais entre homens e mulheres. E não tem nada de cor-de-rosa em lutar por isso, ainda mais quando sua vida pode estar em risco (para quem quer se aprofundar no começo do movimento, vale assistir ao filme As Sufragistas). Percebam que eu falei em lembrar e não em comemorar o Dia da Mulher. Sim, porque enquanto uma mulher for violentada sexualmente a cada 11 minutos e 13 mulheres forem vítimas de feminicídio todos os dias no Brasil, eu não posso celebrar essa data.

Quando se discute direitos das mulheres, comumente se escuta a frase “nem machismo, nem feminismo” como um ideal a ser atingido pela sociedade. Mas será que essa sentença faz sentido?

Vamos por partes. O que é machismo? Machismo é um sistema de opressão que coloca tudo que é masculino como superior ao feminino. Machismo é um modo de ver e viver o mundo em que os homens detêm direitos e oportunidades que as mulheres não têm. Machismo é homem ganhando mais do que mulher para desempenhar a mesma função. Machismo é impedir as mulheres de escolherem livremente quantos filhos querem ter e que profissão querem seguir. Machismo é o que está por trás de uma cultura que naturaliza a violência contra a mulher, seja ela psicológica, física, patrimonial ou sexual. Eu poderia ficar o dia todo descrevendo o que é machismo, mas acho que deu pra entender né?

Então a parte do “nem machismo”, estamos de acordo. Ninguém quer ou deveria querer o machismo. Nem mesmo os homens. Beleza. Mas e o “nem feminismo”?

Vamos de novo ao beabá da coisa. O que é feminismo? Feminismo é um movimento que luta pela igualdade de direitos e oportunidades entre homens e mulheres. Feminismo é não encerrar as mulheres à maternidade e ao lar, caso elas não queiram. Feminismo é dizer não a um padrão de beleza que exclui e causa infelicidade. Feminismo é dar condições para que mulheres sejam parlamentares, astronautas ou bombeiras. Feminismo é dividir igualmente com os companheiros as tarefas domésticas e o cuidado com os filhos. Feminismo é uma ampliação dos papeis de gênero para que homens possam chorar e ser sensíveis, caso queiram, e para que mulheres possam ser duronas e fortes, caso o desejem. Feminismo é uma luta pelo fim da violência contra a mulher. Feminismo é viver em um mundo em que não são necessárias delegacias da mulher ou casas para receber mulheres que conseguem escapar de seus companheiros agressores. Feminismo é um sistema milagroso em que meninas não precisam ter medo de andar na rua à noite.

Se não ficou claro ainda, deixa eu parafrasear Margaret Atwood sobre o estágio do mundo em que vivemos: “Homens têm medo de que as mulheres vão rir deles. Mulheres têm medo de que os homens vão matá-las”.

Então será que a parte do “nem feminismo” faz sentido? Minha sensação é que muitas pessoas ainda confundem essa palavra e acham que feminismo é uma espécie de supremacia feminina. Que as mulheres vão assumir a presidência de todos os países e de todas as corporações do mundo e que os homens vão viver sob chibatadas para nos servirem sexualmente. Gente, não é isso. Queremos só a parte que é justa, ou seja, algo como 50% dos assentos do parlamento (hoje são 10%) e da presidência das empresas (hoje são 16%), por exempo - já que representamos 50% da população. E, só pra constar: a supremacia das mulheres sobre os homens tem até nome, é o femismo. E isso não é feminismo.

Então se nesse Dia da Mulher você ouvir a frase “nem machismo, nem feminismo", não perca a chance de explicar que feminismo é sobre igualdade. Apenas isso.

Facebook-01.png (83 KB) Instagram-01.png (104 KB)