Consulte a Melhor Programação para o seu filho

Consulte a melhor programação para o seu filho

Ver todas as atrações


Férias: boa oportunidade para cuidar da educação financeira de seu filho

05 de Dezembro de 2017 | Meu Dinheirinho

O mês de dezembro transforma a rotina de grande parte dos lares brasileiros. É o início do período de férias escolares. As crianças podem passar o dia inteiro em casa. Muitas famílias aproveitam para programar as viagens de férias coincidindo com este período. A viagem serve para ocupar o maior tempo disponível das crianças. E as famílias que por uma razão ou outra não podem viajar neste período? Como ocupar o tempo livre destas crianças? Muitas são as opções: brincar na casa de amigos ou parentes, participar de uma colônia de férias, navegar um pouco mais na internet. Poucos pais aproveitam este período para organizar algumas atividades que contribuam para a educação financeira de seus filhos. Muito se tem escrito sobre a importância da educação financeira de nossas crianças. Tanto pelo aumento da participação delas na vida financeira das famílias, quanto pela repercussão que este tema terá na vida adulta delas. Mas poucas são as sugestões de atividades que ajudem os pais nesta tarefa.

Ensinando a ganhar

Para auxiliar na tarefa de ensinar às nossas crianças a importância de se ganhar dinheiro, uma boa dica é organizar um passeio delas ao trabalho do pai ou da mãe. Neste passeio, os filhos podem aumentar o conhecimento sobre a atividade profissional de seus pais. Entender um pouco mais sobre o ambiente de trabalho, sobre os produtos ou serviços que seus pais ajudam a colocar no mercado e até mesmo conhecer outras atividades profissionais presentes na empresa. Se não for permitida a ida em dias úteis, os pais podem levar os filhos no final de semana. A simples visão do local de trabalho dos pais já torna mais concreto o conceito de trabalho para as crianças.

Ensinando a gastar

Ensinar a gastar é ensinar a refletir sobre as escolhas. Várias são as atividades que podem ajudar a sedimentar este pilar na educação financeira de nossos filhos. Uma simples ida ao supermercado pode se transformar em uma grande oportunidade de se exercitar este valor. Tudo pode começar na confecção da lista de compras. Verificar o que precisa ser comprado e o que não precisa. No supermercado, a cada item a ser comprado, pode-se fazer uma pesquisa dos preços existentes e o levantamento de tudo que deve ser levado em conta para a escolha de um produto. Qualidade, confiança na marca, preço. Nossa escolha deve acontecer como resultado final desta análise.

Um passeio ao shopping center também permite uma série de atividades. O primeiro passo pode ser o levantamento dos gastos previstos para aquele passeio. É importante mostrar que o principal objetivo do orçamento é verificar se temos recursos suficientes para determinados gastos. Estacionamento, ingresso de cinema, pipoca, lanche. Tudo deve ser considerado. Na volta do passeio é importante verificar se o orçamento previsto foi realizado. E em caso negativo, pode ser mostrar como isto pode comprometer programas futuros.

shopping_pixabay.jpg (287 KB)
Passeio no shopping é boa oportunidade de ensinar a gastar | Foto: Pixabay

 

Ensinando a doar

Ensinar a doar é ensinar a importância de se compartilhar. Uma boa ideia é aproveitar este período para que as crianças ajudem a separar brinquedos e roupas que não são mais usados. Devemos mostrar que uma roupa que já está pequena pode ser ainda muito útil para outras crianças. As crianças podem participar do processo de escolha do destinatário final da doação. Ajudar no transporte da doação também pode ser muito positivo. Outra ideia é visitar um centro de doação de sangue e mostrar como a atitude daqueles que estão doando irão ajudar a salvar a vida de pessoas desconhecidas.

Ensinando a poupar

Poupar é trocar algo no presente por algo no futuro. É muito importante diminuir o imediatismo típico das crianças. Este senso de urgência foi importante para garantir a sobrevivência nos primeiros anos de vida, mas deve pouco a pouco ir diminuindo.

As férias podem ser um bom momento para o início do estímulo à poupança. Pode ser a hora de começar a engordar o porquinho há muito esquecido dentro do armário. Troque alguns reais em moedas e dê para seu filho guardar no cofrinho. Veja com ele algo que ele gostaria de comprar hoje. Combine que a partir deste dia todas as moedas ganhas nos trocos irão para o cofre. Faça um cálculo do tempo necessário para se guardar no cofrinho o valor suficiente para a compra do produto escolhido. Marque em um calendário a data prevista. A partir daí é só ir guardando as moedinhas e esperar a data chegar.

E qual a idade inicial para participar destas atividades?

Não há um consenso entre os especialistas. Acredito que desde o momento em que a criança começa a manifestar desejos de aquisição de algo, os pais já devem se preocupar com a educação financeira deles. Hoje é cada vez mais comum que isso já aconteça com crianças de 2 a 3 anos de idade.

Muitas são as oportunidades que podem ser aproveitadas na busca de uma educação financeira. Em cada atividade, em cada passeio, busque a melhor forma de aproveitar para sedimentar em seus filhos os hábitos financeiros mais adequados. Assim você estará cuidando da educação financeira dele!

 

Facebook-01.png (83 KB) Instagram-01.png (104 KB)