Consulte a Melhor Programação para o seu filho

Consulte a melhor programação para o seu filho

Ver todas as atrações


Como superar os desafios de criar um filho único

03 de Maio de 2017 | Vou Ser Pai
filho-unico.jpg (75 KB)

Foto: Pixabay

Diferentemente das gerações passadas, famílias que optam por ter apenas um filho são cada vez mais comuns no Brasil. Mas ser pai de uma criança só não é garantia de tranquilidade; pelo contrário, ainda existem diversos desafios que permeiam essa jornada.

Se você planeja ter apenas um bebê, ou se já é pai e não pretende aumentar a prole, confira os principais desafios de ter filho único e como superá-los.

Superproteção

Ao ser pai de apenas uma criança, é comum criar um instinto de superproteção, afinal, quem ama, cuida. Mas é importante dosar essa proteção extrema para não gerar crianças e adolescentes despreparados e inseguros, que não conseguem agir sem o aval dos pais. Incentivar autonomia e autoconfiança auxilia no amadurecimento e na resolução dos próprios problemas no futuro.

Solidão

Filhos únicos podem, em algum momento, desenvolver um sentimento de solidão. Isso é muito comum na infância, já que a criança pode sentir falta de companhia durante as brincadeiras quando se tem apenas adultos ao redor. Nesse caso, é fundamental estar presente, participar das brincadeiras na medida do possível, incentivar amizades na escola, no condomínio ou no bairro. Invista nesse convívio e mostre que é possível divertir-se com os amigos ou até mesmo sozinho, já que a solidão na medida certa estimula autonomia e reflexão. Esses são passos importantes para afastar sinais de descontentamento e tédio que ele possa apresentar.

Limites

Alguns pais costumam tratar o filho único de maneira diferenciada para compensar ausências. O problema desse tipo de atitude é a dificuldade de impor limites na educação ao satisfazer todas as vontades da criança ou do adolescente.

Esse excesso de liberdade e falta de limites certamente não trará bons frutos, já que o risco de criar adultos intransigentes, arrogantes e que não sabem respeitar regras de convívio social é muito alto. Por isso, é importante encontrar um meio termo para mostrar ao seu filho que existem normas a serem seguidas e que ele deve aprender a respeitar sua autoridade. Acredito que esse seja o maior de todos os desafios.

Excesso de mimo

Falamos sobre a dificuldade de impor limites e essa é uma questão muito associada a outros desafios de ter filho único, como o ato de mimá-lo. Esse provavelmente é um dos erros mais comuns na educação dos filhos únicos, isso porque os pais não sabem dizer “não” e essa é uma atitude que impacta diretamente na forma em que veem o mundo. Afinal, se eles sempre têm tudo o que querem em casa, porque isso não se repete na escola, no clube ou na casa dos amigos?

É justamente por esse motivo que você não deve ceder a todos os desejos das crianças, ou elas se tornarão mimadas demais.

Saber dizer “não” também é uma forma de exercer autoridade, de impedir manipulações afetivas, como birras e malcriações. Educar corretamente é mostrar que não podemos ter tudo o que queremos, e que isso faz parte do processo de amadurecimento do ser humano. Cuidar, amar e impor limites são algumas das responsabilidades dos pais, mas é muito importante saber lidar com excessos e algumas falhas comuns no dia a dia para gerenciar os desafios de ter um filho único.

Você é pai de filho único? Concorda com esses desafios? Deixe seu comentário e compartilhe suas experiências com a gente!