Consulte a Melhor Programação para o seu filho

Consulte a melhor programação para o seu filho

Ver todas as atrações


Como os professores devem lidar com os vários desafios em sala de aula

29 de Maio de 2018 | Educação Emocional

baguncasaladeaula.jpg (144 KB)

Um dos muitos desafios dos professores em sala de aula é lidar com alguns comportamentos como falta de motivação, de comprometimento, de atenção, interrupções, desinteresse, conversas paralelas, desrespeito, descontrole emocional, prática de bullying, dentre outros, por parte dos alunos.

É justamente nesses momentos difíceis que temos a oportunidade de ajudar as crianças a desenvolver habilidades importantes para suas vidas, como respeito, controle emocional, auto responsabilidade, resiliência, comprometimento, automotivação, cooperação, empatia, disciplina, resolução de problemas e autoestima, por exemplo.

Algumas técnicas simples ajudam obter uma maior cooperação e comprometimento dos alunos em sala de aula:

#1 Envolvê-los na criação das regras e dos combinados. Eles tendem a se comprometer muito mais quando se sentem ouvidos e fazem parte do processo colaborando com suas ideias e opiniões. Com essa atividade, importantes lições são aprendidas. Algumas delas são respeitar a opinião do outro, cooperar, se posicionar, habilidades de negociação, estabelecer prioridades, identificar o certo e errado.

#2 Criar um quadro de rotina. Estabelecer uma rotina ajuda a criar previsibilidade. Para ter uma rotina mais leve e que funcione melhor, uma coisa importante é envolver a criança em sua construção e ajustá-la conforme a necessidade, combinando previamente possíveis alterações. Os recursos visuais são uma ótima ferramenta. Caso algum aluno esteja descumprindo a rotina, o professor poderá solicitar que ele verifique no quadro o que precisa ser feito. Isso evita ficar chamando atenção ou dando ordens o tempo todo. Além de ajudar os alunos a desenvolverem auto responsabilidade, cooperação e maior segurança.

#3 Utilizar perguntas para entender o que está acontecendo. Antes de fazer qualquer tipo de julgamento, é importante buscar entender o que está por trás de um comportamento desafiador. Perguntas como “O que está acontecendo?” “O que está incomodando você?” podem ajudar a entender o problema, evitando desgastes maiores e mal entendidos. Esse exercício ajuda a criança a refletir e identificar seus sentimentos, além de entender melhor sobre causa e consequência das ações.

#4 Procure criar conexão antes de direcionar o comportamento. Valide o sentimento para depois direcionar o comportamento. “Eu entendo que vocês queriam conversar agora para falar sobre o passeio, mas precisamos fazer o exercício primeiro.” Procurar manter sempre uma comunicação respeitosa, sendo firme e gentil ao mesmo tempo. Ao agir assim, você estará passando alguns conceitos como a valorização da opinião do outro, a importância da escuta empática e o respeito mútuo.

#5 Focar na solução ao invés do problema. No lugar de buscar culpados ou ficar passando sermões que normalmente são pouco efetivos, procure ajudar as crianças a compreender o erro como oportunidade de aprendizagem. Pergunte o que elas aprenderam com a situação, o que poderiam ter feito diferente, como querem agir da próxima vez em que o problema ocorrer. As crianças são excelentes solucionadoras de problemas. Quando são envolvidas na resolução, elas passam a ser mais responsáveis e isso ajuda a pensar na causa e na consequência das suas ações.

#6 Regulação emocional. Utilize técnicas de respiração para ajudar a pensar com mais clareza e decidir a melhor forma de agir em momentos de stress. Aprenda a fazer uma pausa com algo divertido e relaxante, isso trará benefícios para todos. Procure prever quando algo sairá do controle e busque mudar o foco com alguma outra atividade. Se precisa que a classe fique calma, após uma atividade, você pode utilizar técnicas de mentalização ou visão guiada. Isso faz com que as crianças também utilizem essas técnicas ao passarem por situações desafiadoras, conseguindo gerenciar melhor as próprias emoções.

Lidar com comportamentos desafiadores requer uma dose extra de paciência e resiliência. Busque resgatar sua força interior para persistir e lidar com as situações difíceis quando elas surgirem. Além de contribuir para o seu auto desenvolvimento, você estará sendo um modelo positivo para seus alunos.

 

Facebook-01.png (83 KB) Instagram-01.png (104 KB)