Consulte a Melhor Programação para o seu filho

Consulte a melhor programação para o seu filho

Ver todas as atrações


Como colocar limites em crianças de 1 a 2 anos?

12 de Abril de 2018 | Mães Que Educam

pensive-sad.jpg (126 KB)

Seu filho tem quase 2 anos e não para de subir e descer do sofá. Por segurança, você tenta impedi-lo falando muitos “nãos”, mas mesmo assim ele te ignora. A única opção é retirá-lo do local. Ele chora, grita, não quer parar a brincadeira, desconhece o perigo. Você, sem paciência, acaba irritada. Então, vem a culpa: será que a minha reação foi exagerada?

E por que a criança age assim?

A criança nessa idade está descobrindo o próprio corpo e as novas possibilidades de se expressar através dele. Ela está experimentando e descobrindo movimentos e emoções. Por isso é difícil para o seu filho renunciar ao que para ele é uma brincadeira e te atender.

Isso é normal nessa idade e não é falta de respeito. Ele ainda não sabe se expressar totalmente pela fala, quer descobrir o mundo que está à sua volta e não aguenta longas explicações.

E é possível sim educar seu filho pequeno, colocar os limites necessários, cuidar da segurança dele, falar “não” sem se sentir culpada e ainda fortalecer os vínculos afetivos entre vocês.

Veja 3 dicas que poderão lhe ajudar no momento de colocar limites, de ter que falar um “não” para o seu filho e ainda construir vínculos afetivos com ele.

1- Olhe bem nos olhos do seu filho, diga com firmeza no semblante e na voz o “não” que precisa ser dito. Dê uma explicação rápida e clara sobre a necessidade do limite. Se ele tentar bater em você, continue olhando firme nos olhos dele e diga que bater dói, machuca e você não gosta e não vai deixar! Deixe claro que a sua reprovação tem a ver somente com a atitude e não com seu filho.

2- Não fique repetindo, explicando demais o motivo do limite que você colocou. A criança pequena não aguenta longas explicações. Ela é mais de ação do que de palavras. É falar uma vez. E o tom da sua voz faz toda a diferença para seu filho. É fundamental que você passe para ele segurança e tranquilidade.

3- Depois de conversar com seu filho, ofereça uma opção de brincadeira. Isso é muito importante para que ele possa continuar as descobertas sobre o mundo à sua volta. Você pode mostrar um brinquedo para ele ou quem sabe cantar uma uma música que você aprendeu na infância. Nesse momento vocês dois estarão construindo vínculos afetivos.

Então, não perca tempo, os filhos crescem rápido!

É agora é o momento de educar construir vínculos com seu filho que vão fortalecer cada vez mais a família e não tem bem mais precioso que a família.

 Facebook-01.png (83 KB) Instagram-01.png (104 KB)