Consulte a Melhor Programação para o seu filho

Consulte a melhor programação para o seu filho

Ver todas as atrações


Aula de culinária pode ser oportunidade de inclusão e criação de empatia

03 de Novembro de 2017 | Alimentação Infantil
cozinhar_kelly_sikkema.jpg (99 KB)
Foto: Kelly Sikkema

 

Joaquim é autista e alérgico múltiplo e, desde meu primeiro contato com a turminha dele, tive a certeza de que a didática naquela turma deveria ser diferente. Era a oportunidade perfeita para desenvolver um trabalho em cima da COZINHA INCLUSIVA, em cima de ingredientes e formulações complexas pra mim. Oportunidade ímpar de mostrar para aquelas crianças como cozinhar com alimentos sem leite, glúten, soja, ovos, castanhas e pigmentos amarelos também poderia ser gostoso e importante para a SAÚDE de uma pessoa.

Durante a formulação das aulas eu escutei algumas vezes que NÃO deveria ser assim em frases como:

-- Coitadas das outras crianças, terão que comer essa comida sem graça por causa de uma criança só?

E era aí que meu desafio ficava ainda maior, pois nunca me passou pela cabeça excluir uma criança por uma condição especial.

Eu imaginava que era importante incluí-las nestas atividades e criar empatia dos colegas com um cardápio restrito. Mas a confirmação veio com depoimentos como estes:

-- Muita gratidão por esse empenho. Acho que a sua consciência sobre a inclusão alimentar é primordial!

-- Você não tem ideia da importância do trabalho que você realiza. Por mais que pareça que a criança autista não está escutando, parece que está ausente ou não está interagindo, você pode ter certeza de que eles sabem o que você está fazendo por eles. E isso me emociona porque já passei por tantas situações escolares com meu filho, que me fizeram sofrer tanto! Esta aula pode ser a primeira oportunidade desta criança poder comer junto com os outros coleguinhas! E isso não tem preço! Toca o fundo do meu coração. Continue fazendo esse trabalho lindo que é lindo por si só por trabalhar a alimentação infantil. Mas ao tocar nesta parte da inclusão, meu coração palpita!

-- (Depoimento de aluna com APLV) Tia Lú, estava tão ansiosa com o dia que esta aula ia chegar! Eu adorei! Vou fazer a receita com meus pais porque não tem leite!

Mas trabalhar culinária com crianças alérgicas ou com desenvolvimento atípico exige muita atenção e condições:

  1. Os ingredientes são novos e abertos no local, pois nosso armário não é um ambiente seguro para um alérgico. Temos farináceos armazenados nele que podem contaminar os abertos sem glúten. É segurança para nossos alunos.
  2. As receitas são discutidas previamente com os pais ou especialistas e as MARCAS dos produtos devem respeitar a condições de um alérgico. Existem marcas de fermento por exemplo, que tem traços de leite e não podem ser usadas. Nestas horas, confie na mãe da criança. Mães de alérgicos são muito antenadas e informadas sobre o que seu filho pode ou não consumir.
  3. Não consuma leite ou derivados no dia da aula. Você pode ter que conversar bem pertinho da criança, e alguns níveis de alergia não toleram os traços que vêm de você através da respiração ou toque. É melhor prevenir.
  4. O forno que for utilizado não pode ter tido contato com alimentos alérgenos por pelo menos 24 horas antes do uso.
  5. Nos casos mais graves, os pais devem enviar o alimento da criança de acordo com a receita que for desenvolvida na sala. E, em hipótese alguma, a receita desenvolvida nesta turma deve conter leite. Não existe esta questão de retirar a criança da sala quando for mexer.
  6. Dê um feedback para a família sobre como foi a dinâmica da aula e sobre tudo o que usou, pois caso alguma reação mínima seja desencadeada, esta família saberá como agir.


Finalizo o texto de hoje com uma frase retirada de um texto da página do Padecendo do Paraíso, feito pela mãe do querido Joaquim: "Incluir não é só colocar todos num mesmo espaço, mas sim, dar condições adequadas para todos, seja qual for a dificuldade!"

Educar crianças é ensinar a todos o respeito, a tolerância e a empatia ao diferente! Sou muito grata por poder ter um trabalho tão recompensador! É rico demais poder fazer parte de pequenas conquistas tão especiais para tantas crianças! Ai... caiu um cisco no meu olho, rsrs. Emocionada estou.

 Facebook-01.png (83 KB) Instagram-01.png (104 KB)