Consulte a Melhor Programação para o seu filho

Consulte a melhor programação para o seu filho

Ver todas as atrações


'A disciplina positiva me fez mudar a forma como educo minhas filhas'

03 de Outubro de 2018 | Vou Ser Pai
disciplina-positiva.jpg (187 KB)
Fernando Dias e as filhas Duda e Gabi | Foto: Divulgação

 

Por Fernando Dias

Nunca fui um pai permissivo com minhas duas filhas, aliás, eu não chegava a ser um cara autoritário, mas estava quase lá. Sempre achei que com castigo, um aumento no tom de voz e uma palmadinha de vez em quando, eu iria corrigir as coisas que julgava estarem sendo feitas de forma incorretas pelas meninas. E isso vinha funcionando melhor para a mais velha, a Duda, 7 anos, e menos para a menor, Gabi, 4 anos, que sempre foi mais birrenta e desafiadora que a primeira.

Entretanto, esta forma de criação e de correção me incomodava bastante. Eu ficava muito mal quando tinha que me exaltar com elas para conseguir chegar onde gostaria. Seja com coisas mais sérias e até perigosas, ou com coisas mais bestas, como tomar um banho ou vestir um uniforme para ir à escola.

Há alguns meses, depois de alguma resistência, tomei contato com as técnicas e princípios da disciplina positiva. No início fui meio descrente, achando aquela teoria toda linda, mas queria ver se aquilo tinha alguma função prática.

Participei de uma palestra com uma médica especialista no assunto aqui em Belo Horizonte, a Dra. Juliana Franco, e percebi como poderia mudar radicalmente a forma como agia para corrigir e educar minhas filhas. Comecei um curso e venho colhendo bons frutos.

Não é fácil deixar de agir de um jeito e passar a agir de outro, da noite para o dia. As crianças nos desafiam e, constantemente, tenho que me policiar para não voltar a ser como antes, porque no final das contas, é muito gratificante não gritar, não ter que colocar de castigo, não ter que dar uma palmada, para conseguir alguma coisa. É uma vitória diária. A cada ato não repetido do passado, você se inspira para melhorar ainda mais.

No fundo, eu acredito até que a disciplina positiva mexe mais com a gente do que com nossos próprios filhos e isso, na verdade, é uma reflexão que pouco interessa, pois todos saem ganhando.

Portanto, se você já ouviu falar, mas não conhece, aconselho que se aprofunde no tema. Se você já pratica, que bom, siga firme, o mundo agradece, pois teremos famílias e filhos melhores para todos!

Obs: no próximo texto, vou contar aqui algumas coisas que tenho feito com as meninas e que tem mudado a forma como conduzo a educação delas, aguardem!