Consulte a Melhor Programação para o seu filho

Consulte a melhor programação para o seu filho

Ver todas as atrações


Crianças pequenas, de 0 a 3 anos, já pedem celular de presente, indica pesquisa

16 de Outubro de 2018 | Notícias - Para os pais
pesquisa-uso-celular-3360415_1280.jpg (63 KB)
Foto: Pixabay

 

Da redação

Uma pesquisa feita no mês de setembro revelou que 85% das crianças brasileiras de 0 a 12 anos usam smartphones, sejam próprios ou emprestados dos responsáveis. Entre 0 a 3 anos, esse percentual é de 65%, chegando a 95% no grupo de 10 a 12 anos.

Os números fazem parte da pesquisa Panorama Mobile Time/Opinion Box sobre uso de smartphones por crianças no Brasil. Foram entrevistados 2.172 brasileiros que acessam a Internet, possuem esses dispositivos e são pais de crianças de 0 a 12 anos, respeitando as proporções de gênero, idade, renda mensal e distribuição geográfica desse grupo.

Até 9 anos de idade, é mais comum os pais emprestarem seus smartphones do que a criança ter um aparelho próprio, informa o estudo. Mas na faixa entre 10 e 12 anos isso muda. É nessa idade que a maioria das crianças ganha o seu primeiro celular: 72% já têm um smartphone próprio, enquanto 23% seguem usando aquele dos pais.

Um estudo recente, publicado na revista científica The Lancet Child & Adolescent Health, recomenda não mais que duas horas de exposição a telas de dispositivos eletrônicos para criancas até 13 anos. De acordo com os pais entrevistados pela pesquisa, esse limite, no caso específico do smartphone, é respeitado pela maioria das crianças brasileiras de 0 a 9 anos. No grupo de 10 a 12 anos, porém, mais da metade, ou 52% para ser exato, usam o aparelho por mais de duas horas por dia.

O estabelecimento de um limite de uso diário do aparelho é uma preocupação dos pais brasileiros. 68% deles declaram que restringem o tempo que seus filhos podem usar o smartphone por dia, enquanto 32% não restringem.

Quando perguntados se acham que seus filhos usam o smartphone mais do que deveriam, os pais estão divididos meio a meio. 50% acham que sim e 50%, não.

A pressão das crianças para ganharem um smartphone próprio é grande e cresce conforme a idade. Mesmo aquelas que mal começaram a falar já pedem o produto de presente. É o caso de 33% daquelas até 3 anos de idade. O percentual chega a 96% na faixa entre 10 a 12 anos.

Outras descobertas

- 50% dos pais consideram que os filhos usam o smartphone mais que deveriam e outros 50% acham o contrário;
- 73% dos pais não usam ferramenta de filtro de conteúdo/controle de acesso;
- 89% dos pais controlam com quem os filhos conversam pelo celular e o conteúdo acessado;

O Panorama Mobile Time/Opinion Box - Crianças e Smartphones no Brasil é uma pesquisa independente produzida por uma parceria entre o site de notícias Mobile Time e a empresa de soluções de pesquisas Opinion Box.

As entrevistas foram feitas on-line ao longo de setembro de 2018. Esta pesquisa tem validade estatística, com margem de erro de 2,2 pontos percentuais e grau de confiança de 95%. O relatório completo está disponível para download gratuito em:

http://panoramamobiletime.com.br/criancas-e-smartphones-no-brasil-outubro-de-2018