Consulte a Melhor Programação para o seu filho

Consulte a melhor programação para o seu filho

Ver todas as atrações


Como ajudar o seu filho a lidar com a raiva

19 de Outubro de 2018 | Notícias - Para os pais
crianca-raiva-1894804_1280.jpg (63 KB)
Foto: Pixabay

 

Da redação

Lidar com sentimentos como a raiva nem sempre é fácil para uma criança. Birras, chutes, gritos, tensão dos músculos e inquietação podem surgir diante de situações que deixam uma criança muito chateada. São maneiras que a criança encontra para se expressar e mostrar aos pais o seu desagrado para com alguma coisa.

“Cada uma costuma sentir raiva diante de frustrações, dos ‘nãos’ recebidos ou mesmo de algo que criaram expectativa”, explica a psicóloga e consultora educacional Denise Franco. Depressão, estresse, necessidade de chamar a atenção, cansaço e insegurança são outros (dentro de vários) possíveis causadores dos momentos de ira de uma criança.

Muitos pais acabam sem saber como agir nessas situações. Mas é importante que eles tenham ciência de como podem ajudar os pequenos a gerenciar suas emoções.

Denise afirma que “quando você ensina a criança a refletir mais, a pensar outras possibilidades para resolver um conflito num momento de raiva, você está ensinando que o mundo pode esperar, que um conflito tem outras soluções possíveis e criativas”.

A profissional, que é coautora do livro Psicologia Sem Fronteiras, ressalta, porém, que o aprendizado vale para os adultos também. “Para que possam orientar os filhos, os pais precisam aprender a lidar de modo mais saudável com a própria raiva, entendendo que essa emoção gera mudanças e não destruição e intolerância”, afirma Denise.

Quando os pais aprendem a despertar um grande potencial em si mesmos, aumentam a tolerância nos conflitos do dia-a-dia e, de acordo com a psicóloga e educadora emocional, “ajudam os filhos a exercitarem a reflexão, a calma, a possibilidade de encontrar novas respostas para seus conflitos”.

E ela finaliza afirmando que “todas as emoções – inclusive a raiva – são importantes e é preciso saber o usar o lado saudável de cada uma delas”.

Veja algumas dicas que podem ajudar a criança a lidar com momentos de raiva

- O pai não pode perder o controle da situação. Gritar ainda mais alto que o filho só vai piorar o problema e ao mesmo tempo reforça a conduta como algo normal e aceitável.

- Aguarde alguns uns 10 a 15 minutos antes de conversar com a criança. Assim, dá tempo de ela se acalmar

- Faça-a entender que ter raiva é normal, porém não podemos reagir de qualquer maneira

- Ajude-a a identificar e verbalizar o sentimento – raiva, chateação, cansaço , por exemplo. Se ela é muito pequena, você pode sugerir a ela qual o problema dizendo algo como: “Eu sei, você está chateada porque queria muito o brinquedo do amiguinho, não é?”.

- Explique as razões pelas quais você não permitiu que ela fizesse o que queria – assistir a um desenho na TV, por exemplo.

- Passado o momento de explosão, procure mudar o foco de atenção, conversando sobre outros temas ou propondo brincadeiras divertidas.

- Reconheça as atitudes positivas que seu filho adota e ensine-o a assumir seus erros e até se for o caso pedir desculpas.


Facebook-01.png (83 KB) Instagram-01.png (104 KB)