Consulte a Melhor Programação para o seu filho

Consulte a melhor programação para o seu filho

Ver todas as atrações


Para adotar de vez na sua família: 7 hábitos que ajudam a prevenir a gripe

02 de Abril de 2018 | Saúde - Notícias

São Marcos apresenta:

Não é raro, especialmente entre as crianças, que surjam alguns episódios de resfriados, tosse e espirros ao longo do ano. Mas nem sempre o quadro é tão simples e muitas vezes merece uma atenção especial para que não evolua para algo mais sério.

Entre as complicações mais comuns da gripe está a pneumonia bacteriana, uma doença que surge na sequência do episódio gripal e apresenta sintomas mais graves, podendo, inclusive, levar à morte. “É uma das complicações mais comuns e merece muita atenção, pois pode ter efeitos desastrosos em quem está no grupo de risco”, explica o médico Adelino Melo, assessor científico do Laboratório São Marcos. De acordo com o especialista, outras complicações recorrentes são a pneumonia viral e a descompensação de doenças crônicas, ambas graves e com necessidade de internação.

Para evitar a evolução da doença para quadros mais graves, a vacina é o principal recurso e deve ser tomada anualmente por pessoas que se encontram nos grupos de risco. São elas: crianças entre 6 meses e 5 anos, idosos acima de 60 anos, gestantes, obesos e pessoas com doenças crônicas, como diabetes, asma, insuficiência cardíaca, doenças imunodepressivas e doenças pulmonares.

O acompanhamento de um médico também é importante para diagnosticar e tratar o problema, caso este se instale. Quando o diagnóstico é feito no momento adequado e de forma precoce, os medicamentos antivirais apresenta ajudam a diminuir o tempo e a gravidade da doença. Para as crianças, uma boa forma de prevenção individual e coletiva é evitar o convívio com pessoas doentes, especialmente em ambientes fechados e de aglomeração, como as escolas.

Veja alguns hábitos que ajudam a prevenir a doença:

quadrobox.jpg (255 KB)

 

 

Facebook-01.png (83 KB) Instagram-01.png (104 KB)