Consulte a Melhor Programação para o seu filho

Consulte a melhor programação para o seu filho

Ver todas as atrações


Dicas para acertar na escolha da escola para o seu filho

27 de Novembro de 2018 | Notícias - Educação - Para os pais
escolha-escola-160168_1280.png (282 KB)
Foto: Pixabay

 

Da redação

Escolher uma nova instituição de ensino para os filhos não é tarefa fácil. Seja porque a família mudou de bairro, seja por mudança de nível de ensino ou, ainda, por insatisfação com a escola atual, fato é que muitos pais sentem-se perdidos diante de tantas opções e variáveis. Afinal, que aspectos são mais importantes observar?

Uma boa maneira de começar a busca é conhecendo o site da escola para ter uma noção geral de como ela funciona. Também é importante conversar com outras famílias, para saber se estão satisfeitas com o serviço prestado. Mas é na visita ao estabelecimento e na entrevista com a direção que todas as dúvidas devem ser esclarecidas. Vale até anotar num papel os itens considerados prioridade para a família, como lmetodologia de ensino, qualificação profissional dos docentes, uso de tecnologias e gestão de problemas como bullying, para não esquecer de falar sobre eles na hora da reunião.

“Os primeiros anos de vida escolar são muito importantes para o desenvolvimento da criança. Os pais devem avaliar como é a formação do aluno, se há atividades para estimular o conhecimento e até quais são os livros utilizados”, recomendaAna Cristina Rocha Gonzaga, diretora da Escola Bilíngue Pueri Domus, da unidade Itaim, em São Paulo.

A percepção da criança sobre o espaço também diz muito. É fundamental que ela conheça o espaço junto com os pais e tenha uma boa impressão do lugar. 

A Canguru reuniu uma série de dicas que podem ajudar na hora da escolha da escola. Veja a seguir.

Localização

Em cidades grandes como São Paulo, Belo Horizonte ou Rio de Janeiro, a distância de casa até a escola é um item importante a se avaliar. Trajetos longos podem se tornar cansativos para os pais e a criança e virar até motivo de estresse em dias de muito trânsito. Vale pesquisar se a escola oferece ou indica serviço de transporte escolar e qual o seu valor.

Projeto pedagógico

É o documento que define a identidade da escola e trata de questões como a matriz curricular, o trabalho realizado em sala de aula e o uso da tecnologia pelos professores. Obrigatório a todas as instituições, o projeto tem como finalidade favorecer o aprendizado dos alunos e deve ser atualizado frequentemente, acompanhando as mudanças da escola. A partir do projeto, e das conversas, é possível identificar a linha de ensino da escola – mais tradicional, com ênfase no aprendizado de conteúdos e no papel centralizador do professor, ou mais propensa a metodologias humanistas e modernas.

Metodologia de ensino

Saiba como será promovido o aprendizado do seu filho pela escola. Tenha em mente que os primeiros anos de vida escolar são muito importantes para o desenvolvimento da criança. Portanto, avalie como é a formação do aluno e se há atividades para estimular o conhecimento. Verifique, entre outras coisas, quais são os livros utilizados, se a escola adota ferramentas tecnológicas, se oferece cursos extracurriculares, se faz passeios e se há compromisso com o desenvolvimento socioemocional do aluno.

Corpo docente

Um professor bem formado, que faz uso de estratégias diversificadas e focado no avanço da turma faz toda diferença para o sucesso de uma instituição – e de seus alunos, claro. Portanto, os pais devem perguntar sobre como a equipe docente é escolhida, que formação os professores possuem e qual sua experiência em sala de aula. Vale saber se a escola garante a formação continuada dos professores, por meio de encontros regulares, para que possam discutir as dificuldades enfrentadas em sala de aula e trocar experiências entre pares. O assunto pode ser conversado com o coordenador pedagógico, que é quem promove essas reuniões e tem função mediadora, mobilizando o grupo para a melhoria das práticas educativas.

Gestão de conflitos

Especialistas afirmam que casos de bullying, violência e indisciplina fazem parte da rotina de uma escola, e o essencial é saber como a direção lida com eles. Alguns estabelecimentos adotam medidas punitivas, como advertências e suspensão para os envolvidos. Mas a orientação de pesquisadores é que a instituição se antecipe ao conflitos na tentativa de evitá-los ou de preparar os alunos para que saibam lidar melhor com eles. A lei de combate ao bullying, que entrou em vigor em 2016, exige que escolas e clubes promovam ações de prevenção e solução do problema, como a capacitação de docentes e a orientação de pais e familiares. Esse é portanto um tema que deve ser questionado pelos pais na visita à instituição.

Estrutura física

Durante a visita, observe se as salas oferecem conforto e equipamentos, se há espaços interativos, área para atividades físicas e de lazer, local para alimentação, laboratórios, biblioteca e cantina ou lanchonete. Avalie também como é a limpeza, a segurança e a manutenção de todas as áreas.

Alimentação

Nas escolas que oferecem lanches ou refeições, é importante saber se há nutricionistas que cuidam do cardápio, quais são os itens oferecidos e se há possibilidade de adequar para aqueles que possuem restrições alimentares.

Comunicação

Os meios que a escola utiliza para se comunicar com os pais contribuem para o acompanhamento da rotina escolar dos filhos. Comunicados via e-mail, por agenda e reuniões presenciais individuais e coletivas costumam ser as formas mais adotadas pelas escolas.

Ao levantar essas e outras questões que possam vir a surgir, as chances de acertar na escolha aumentam. Lembrando, sempre, que a finalidade maior dessa parceria família-escola é o crescimento intelectual e moral da criança - o que justifica o esforço dos pais.

 

Facebook-01.png (83 KB) Instagram-01.png (104 KB)