Consulte a Melhor Programação para o seu filho

Consulte a melhor programação para o seu filho

Ver todas as atrações


Começou a onda do álbum da Copa do Mundo 2018

29 de Março de 2018 | Comportamento - Diversão - Notícias

Por Luciana Ackermann

Album2.jpg (191 KB)
Foto: Verônica Fraidenraich

Ainda falta um tempinho para o início da Copa do Mundo - 2018, que oficialmente vai de 14 de junho a 15 de julho, na Rússia, mas a movimentação por aqui em torno do álbum de figurinhas já começou e segue a todo vapor.

A brincadeira fez o maior sucesso na edição do mundial, em 2014, quando pais, filhos, filhas e mães curtiram bons momentos trocando figurinhas, conhecendo as escalações dos times e mais sobre os países participantes, suas bandeiras, vencedores de Copas passadas.

Em São Paulo, Patricia Acioli, gerente executiva de comunicação de uma multinacional, mãe de Luiz Felipe, de 5 anos, anima-se ao pensar que será a primeira Copa do filhote interagindo. Mesmo o futebol não sendo a praia dela, Patricia acredita que o brincar com álbum propiciará situações prazerosas no dia a dia, com diversos novos aprendizados: "Vou aproveitar para mostrar como o mundo é grande e cheio de país legal. É um momento para apresentar alguns valores também, não gosto das estrelas, mas da constelação do futebol", conta a mamãe que na infância adorava colecionar álbuns e entende que será uma ótima oportunidade para tirar o smartphone dos interesses do pequeno por algumas horinhas, substituindo-o por mais conversas e brincadeiras nesse período de Copa do Mundo. “Ele já está falando no bafo e vivendo a fase do aprender a ganhar e a perder”, avalia ela, que pretende deixar mais um ensinamento ao pequeno: "Vestir a camisa canarinho que o avô vestiu", diverte-se Patricia.

Outro que está empolgado mas adiando um pouco a chegada do álbum ao lar da família devido a uma viagem de trabalho é o empresário Aarão Marins, pai de Rafael, de 9 anos, e de José, de 4. Na Copa de 2014, ele chegou a encarar a troca de figurinhas em plena Uruguaiana, região central do Rio, em busca daquelas que restavam para completar os álbuns. Pois é, de tanto Rafael levá-lo à escola, o dele acabou ficando amassado, com folhas soltas, o pai comprou um extra, com capa-dura. "Ainda não decidi se faremos dois ou um. É prejuízo. Agora, temos o José, sabe como é criança...Vai ser difícil apenas um", conta Marins, que, há quatro anos, deliciou-se ao ver a facilidade do filho de Rafael em memorizar os nomes dos jogadores, as bandeiras e identificar as imagens repetidas. O WhatsApp da família com a troca de figurinhas já está bombando. 

O álbum oficial da Copa do Mundo da FIFA Rússia 2018, elaborado pela Panini, líder mundial no setor de colecionáveis e cards, vem sendo distribuído em parceria com os principais jornais do País. Por dia são produzidos 8 milhões de pacotes com cinco figurinhas.

Cada seleção terá 18 jogadores representados, com lista fechada em dezembro de 2017. Há também uma página especial com homenagem às seleções já campeãs mundiais, a Pelé, o maior campeão do torneio, e a Miroslav Klose, o maior artilheiro das Copas. Ao todo, serão 682 figurinhas, sendo 50 delas especiais. Além do álbum e das figurinhas, foram criados pockets, caixas especiais para guardar as repetidas em 14 modelos diferentes, sendo 12 com os pôsteres das cidades-sedes da Copa, um com o pôster oficial do evento e outro com o mascote do torneio.

Mas se você, assim como o Aarão está considerando o custo da brincadeira, há também uma versão virtual, desenvolvida pela própria Panini, disponível para navegadores, iOS e Android, que permite criar uma conta grátis e colecionar à vontade. A espécie de game permite que jogadores colecionem os cards virtuais, abram pacotes de figurinhas e troquem as repetidas. Basta cria um perfil e começar a jogar. O Álbum Virtual da Copa do Mundo 2018 ainda informa quantos por cento do álbum está completo. Nele, é possível folhear as páginas, colar os cards sem erros.

Facebook-01.png (83 KB) Instagram-01.png (104 KB)