Consulte a Melhor Programação para o seu filho

Consulte a melhor programação para o seu filho

Ver todas as atrações


Vacinação contra febre amarela é ampliada a todos os postos de saúde

20 de Março de 2018 | Saúde - Notícias - Canguru On-line

Da redação

A vacina contra febre amarela está agora disponível em todas as unidades de saúde da capital paulista. A ampliação da vacinação começou nesta segunda-feira e vai até 30 de maio, abrangendo 466 salas de vacinação dos 96 distritos da capital – até então, estava restrita a 54 distritos, em áreas consideradas de risco de contração da doença.

A meta é imunizar 95% da população paulistana ainda neste primeiro semestre - até agora somente 49,9% dos moradores de São Paulo procuraram os postos para se vacinar. 

Para receber a vacina, que está sendo aplicada em dose fracionada – válida por cerca de oito anos – o usuário deverá comparecer à Unidade Básica de Saúde (UBS) mais próxima de casa, com documento de identificação e, se possível, o cartão do Sistema Único de Saúde (SUS) e a carteirinha de vacinas.

Segundo a Secretaria Municipal da Saúde de São Paulo, a chamada dose padrão é aplicada apenas em casos específicos, como viajantes internacionais, crianças entre nove meses e dois anos, pessoas com condições clínicas especiais e gestantes.

Plantão neste sábado

A secretaria também informou que neste sábado, 17, haverá plantão de vacinação em 59 unidades de saúde do município de São Paulo. As unidades das regiões Leste, Sul, Sudeste, Norte e Oeste estarão aplicando a dose da vacina contra a febre amarela em três horários de atendimento: das 8h às 17h, das 7h às 14h e das 7h às 19h. O nome dos postos abertos e seus respectivos horários de funcionamento estão no link: 
http://www.prefeitura.sp.gov.br/cidade/secretarias/upload/saude/Unidades%20SABADO%2017%2003.pdf

 Para saber qual posto de saúde do bairro ou região está aplicando a dose da vacina diariamente, digite o endereço http://buscasaude.prefeitura.sp.gov.br/

Número de mortes
Até o momento, foram confirmados oito casos autóctones da doença em moradores de São Paulo, que foram contraídos dentro do município, dos quais quatro são de óbitos. Também foram registradas 136 mortes de macacos no município pela doença e A secretaria da saúde ressalta que todos estes casos são de febre amarela silvestre; ou seja, adquiridas em regiões de mata.

O órgão reforça ainda que a vacina contra a febre amarela não é indicada para crianças menores de nove meses de idade, gestantes, mulheres amamentando crianças com até 6 meses e pacientes com imunodepressão de qualquer natureza, com neoplasia (câncer), com HIV, em tratamento com drogas imunossupressoras (corticosteroides, quimioterapia, radioterapia, imunomoduladores) e submetidos a transplante de órgãos. Em caso de dúvida, é importante consultar o médico. Mulheres amamentando crianças com até 6 meses de idade e gestantes que são residentes das áreas de risco devem ser vacinadas, após avaliação do médico do pré-natal.

 

 Facebook-01.png (83 KB) Instagram-01.png (104 KB)