Consulte a Melhor Programação para o seu filho

Consulte a melhor programação para o seu filho

Ver todas as atrações


Para engravidar novamente depois dos 35 anos

01 de Janeiro de 2018 | Artigos

Por Pedro Monteleone

gravidez depois dos 35.jpg (77 KB)
Foto: Pixabay

Uma das dúvidas que frequentemente surgem sobre fertilidade está relacionada às chances que uma mulher que já foi mãe na adolescência, ou bem jovem, tem de engravidar novamente após os 35 anos. Elas realmente são as mesmas das outras mulheres? Seriam necessários tratamentos de reprodução assistida? A primeira gravidez garante o sucesso da segunda?

Sempre temos que partir da informação de que as chances de gravidez de qualquer mulher começam a diminuir a partir dos 36 anos. Isso é um fato, já que a mulher nasce com todos os folículos primordiais (óvulos) que usará durante a sua vida nos ovários e, a partir da sua primeira menstruação, esses óvulos começam a diminuir em quantidade.

A cada ciclo menstrual, alguns folículos são recrutados e um deles se desenvolve e cresce, até a ovulação. Isso, por todos os meses da vida fértil. E os que vão restando no corpo da mulher, consequentemente, vão envelhecendo da mesma forma e, por isso, perdem qualidade. Esse declínio da função reprodutiva feminina fica patente e perigoso após os 40 anos e, a partir dos 45, a chance de gravidez tende a ser zero.

Além disso, temos ainda que levar em conta o impacto de alguns fenômenos fisiológicos, como inflamações, infecções, endométrio, entre outros. Porém, é verdade que as mudanças nos hábitos de vida, com uma alimentação mais balanceada, atividades físicas regulares e com o combate ao fumo e ao estresse têm contribuído de forma positiva para anular, ainda que parcialmente, o impacto do tempo.

Podemos então afirmar que as chances de uma mulher engravidar após os 35 anos de idade não são as mesmas de quando era mais jovem. Porém, o fato de já ter existido uma gestação anterior, mesmo quando a pessoa era muito mais nova, é favorável a uma próxima gestação, mesmo após os 35 anos. Isso porque a gestação anterior nos diz que aquela mulher ovula regularmente, que suas trompas, até então, funcionam de forma correta e que, por isso, provavelmente, não há outro fator de infertilidade intrínseco. Sendo assim, as chances de uma nova gestação são mais altas.

Ainda assim, as chances de uma mulher necessitar de tratamento de reprodução assistida após os 35 anos de idade, mesmo que já tenha tido uma gestação quando mais jovem, são grandes. Isso porque a natureza fala mais alto. Claro que não significa que será necessário realizar uma fertilização in vitro (FIV), por exemplo. Mas, por todos os fatores já citados, pelo natural envelhecimento do corpo, há maiores chances de a mulher precisar, pelo menos, de uma investigação mais completa, com a realização de exames minuciosos e indicaçõesmédicas. 

Pedro Monteleone é diretor do Centro de Reprodução Humana Monteleone e coordenador técnico do Centro de Reprodução Humana do Hospital das Cínicas de São
Paulo.

 Facebook-01.png (83 KB) Instagram-01.png (104 KB)