Consulte a Melhor Programação para o seu filho

Consulte a melhor programação para o seu filho

Ver todas as atrações


Você já incentivou seu filho a doar? Confira como você pode fazer isso

06 de Junho de 2017 | Meu Dinheirinho
coracao_pixabay2.jpg (99 KB)
Crianças podem ser incentivadas a doar brinquedos, roupas e até o próprio tempo | Foto: Pixabay

 

Em um mundo cada vez mais mergulhado em um ambiente de competição e consumo, um valor importante tem sido deixado de lado pelos pais na educação financeira de seus filhos: a generosidade. No dicionário, uma pessoa generosa é definida como alguém dotada de um caráter nobre. E a doação é uma das ações que mais denotam a generosidade. Doação é definida como o ato de transmitir gratuitamente um bem, quantia ou objeto que era de nossa propriedade a outra pessoa. Em um conceito mais amplo, doação vai além de dinheiro ou bens materiais. Podemos doar nosso tempo, doar nossos talentos ou até mesmo parte de nós mesmos, quando doamos nosso sangue. E esse também é um valor importante para completar a educação financeira de uma pessoa.

Um dos maiores compromissos dos pais deve ser ajudar as crianças a perceberem sua capacidade de serem generosas. Toda e qualquer manifestação de generosidade deve ser aplaudida e incentivada. E, como em todo o processo de educação, os pais devem servir de exemplo. Observar o comportamento de pais generosos ajuda na formação de filhos mais preocupados com o bem-estar alheio. 

Alguns hábitos também podem ajudar. As crianças devem ser incentivadas desde pequenas a doar para outras crianças brinquedos e roupas que não usam mais. Em uma sociedade tão desigual como a brasileira, por mais humilde que seja uma família, infelizmente existem famílias ainda mais necessitadas. E, quanto mais necessitadas, maiores são as privações. Após uma data específica, como aniversário ou natal, as crianças devem ser motivadas a separar aqueles brinquedos mais antigos, guardados no fundo do armário, e as roupas que não servem mais e que ainda podem divertir e vestir aqueles que quase nada tem. É muito triste ver que em muitas casas roupas e brinquedos entopem armários e, por falta de generosidade das pessoas, não são utilizados por outras famílias.

Outras ações de generosidade também devem ser incentivadas como, por exemplo, sugerir que nosso filho ajude um coleguinha que tem dificuldades em uma matéria dominada por ele. Trabalhos voluntários em escolas, na comunidade e na igreja também são importantes.  Esses projetos ainda colaboram para aumentar a capacidade de trabalho em equipe, item muito valorizado no mercado de trabalho atual.