Consulte a Melhor Programação para o seu filho

Consulte a melhor programação para o seu filho

Ver todas as atrações


'Será que estou conseguindo demonstrar ao meu filho todo o meu amor?'

20 de Março de 2018 | Conexão Familiar

maefilha_unsplash.jpg (443 KB)

No meu dia a dia é comum acolher o relato de algumas mães que acabam demonstrando sua frustração por achar que não conseguem mostrar ao seu filho o quanto elas o amam. É comum eu ouvir: “Meu filho prefere sempre o pai”, “estou o dia todo à disposição da minha filha e ela nem liga para mim”, “comigo é tudo mais difícil”, “sinto que minha filha é agressiva só comigo”, e assim por diante. O contrário também é verdadeiro, crianças que não conseguem se separar de suas mães, que acabam trazendo comportamentos de ansiedade e estes comportamentos, muitas vezes, apertam nossos corações – chegamos a pensar: “será que estou conseguindo demonstrar todo o meu amor?”, “será que meu filho sabe que pode contar comigo?”, “será que sabe que eu o amo, e não o abandonarei?”

Pode ser que alguma de vocês também sentiram essas incertezas. E então, o que fazer?

Primeiro, exatamente agora, peço que você faça uma respiração profunda... Tente segurar o ar por 4 segundos e soltá-lo vagarosamente. Se possível, repita esse exercício mais duas vezes.

Como foi para você parar e respirar no meio da sua leitura de texto? Reflita um pouquinho (aproveite sua pausa).

Esse ar sempre esteve aí, a sua disposição. Por que, então, agora foi diferente?

Os filhos precisam saber não somente que os pais os amam, mas também sentir esse amor. Nós sabemos que o ar está a nossa disposição, mas agora eu me permiti sentir...

Podemos demonstrar nosso afeto por meio de palavras acolhedoras, do olho no olho, do contato físico enquanto estamos conversando com eles, fazendo um carinho, por exemplo, enquanto eles explicam algo para nós. Podemos beijar mais nossos filhos, abraça-los, ouvi-los... Ouvir é uma forte estratégia de acolhimento e conexão.

Cabe então um pouco mais de reflexão... será que estamos abertos para ouvir nossos filhos? Nossa escuta é acolhedora ou por vezes trazemos julgamento no diálogo?

Uma boa prática é ouvir com curiosidade, com mente de principiante (como se fosse a primeira vez que ele falasse algo para você). Procure observar seu filho enquanto ele fala, olhe para ele e, se possível, segure suas mãos por alguns momentos. Procure utilizar mais perguntas do que respostas... Responder com uma outra pergunta pode fazer você entrar de fato nos pensamentos de seus filhos.

Por fim, é possível dar outras demonstrações de afeto, como brincar, assistir a um filme juntos, passear, ler e comentar uma história, contar suas histórias, praticar um esporte juntos, cozinhar e escolher os cardápios levando em consideração gostos e particularidades de cada membro familiar...  E então, não se esqueça, incluir a palavra amor em seu dia a dia potencializará todas essas demonstrações!!!

Com AMOR,

Iara

Facebook-01.png (83 KB) Instagram-01.png (104 KB)