Consulte a Melhor Programação para o seu filho

Consulte a melhor programação para o seu filho

Ver todas as atrações


Reflexões para que você possa educar crianças (realmente) felizes

17 de Abril de 2018 | Conexão Familiar
child-1720720_960_720.jpg (79 KB)
Foto: Pixabay

 

Por Iara Mastine

"Quero que meu filho seja feliz!" Quem nunca ouviu essa frase?

Eu ouço diariamente no consultório e para mim é bem natural. Porém, muitas vezes, ao entender essa felicidade, acabamos compreendendo que é a felicidade dos filhos, sob perspectiva dos pais. Quando começamos a questionar, como seria essa felicidade, alguns pais até traçam planos de futuro, tais como: que ele case, tenha uma família, muitos filhos, que tenha um bom emprego, de preferência um cargo público... e por aí vai.

Não cabe julgarmos aqui a intenção desses pais. Eles realmente estão à procura da felicidade dos filhos. É natural observar isso e também compreensível. Nós, como pais, também trazemos muita influência de nossos pais. A forma como eles agiram, falaram conosco, foi produto de muitas ações que temos hoje.

Você já ouviu a frase: “Trate os outros do jeito que gostaria que eles tratassem você?” Eu já ouvi, e sempre concordei. Mas quando me deparei com a frase: “trate os outros do jeito que os outros gostariam de ser tratados”, mudei minha perspectiva naquele momento.

Incluir nossos filhos para a elaboração de sua própria felicidade pode fazer toda a diferença na vida adulta dessa criança. Se desejamos educar crianças felizes, é necessário que as mesmas sejam incluídas nesse processo. E podemos ir além... crianças que participam da rotina da casa, que são consideradas no processo de escolha das ações em família, que são ouvidas e também respeitadas, desenvolvem uma autoestima saudável e um auto grau de comprometimento familiar, assim como a habilidade de cooperação.

Para isso precisamos, primeiramente, identificar o que é felicidade para nós, pais, e um bom exercício é responder à essas perguntas:

  • O que felicidade significa para você?
  • Quais evidências você possui de que é feliz?

Depois podemos entender o que seria a felicidade para seu filho, e comparar ambas perspectivas. Procure usar as perguntas poderosas, questionando seu filho o que ele faz para ser feliz, ou que pode trazer como evidência dessa felicidade.

Esse é um exercício muito poderoso, e muitas vezes nos surpreendemos com as respostas das crianças (e até com as nossas próprias respostas).

 Facebook-01.png (83 KB) Instagram-01.png (104 KB)