Consulte a Melhor Programação para o seu filho

Consulte a melhor programação para o seu filho

Ver todas as atrações


Quando chega a hora de mudar a escolinha do nosso pequeno

16 de Março de 2017 | Pai tem que fazer de tudo

Foto: PixabayAos 3 anos e meio, Samuca mudou de escola. Não foi uma decisão fácil, mas não podemos relaxar ou cair em uma zona de conforto pelo fato de a instituição ser mais perto de casa. 

Claro que não vou citar as instituições, a ideia não é essa. Quero somente gerar uma reflexão sobre o momento certo desta transformação. Não acho exagerado falar em transformação, pois a nossa decisão vai mudar a rotina do pequeno, "quebrar" seus primeiros relacionamentos – networking baby, rsrsrs, ele terá que começar tudo de novo... E é assim a vida!

Mas dá uma pena!  

Samuca entrou na escola aos 2 anos e adorava os amiguinhos e professoras. Era uma escola com uma boa estrutura, até a quinta série, pequena, ficava perto de casa. Os motivos da mudança estão ligados a gestão, conflitos de feedbacks e outros acontecidos básicos, mas com alto impacto.

Por exemplo: Samuca só ficava pela manhã, mas em uma época decidimos estender o período para ele almoçar com os coleguinhas antes de ir embora. Para ver se ele empolgava em comer outras coisas. Ao cobrarmos um retorno, uma funcionária afirmava que o nosso filho comia de tudo e até repetia. Achamos estranho, pois ele chegava em casa faminto, comendo até a parede. Investigando melhor, descobrirmos que ele não estava comendo nada... Outro problema foi a escola ficar sem luz durante dois dias, porque esqueceram de pagar a conta. Teve outros casos que foram se acumulando até pararmos pra pensar: Vamos trocar!

Em fevereiro, Samuca com 3 anos 6 meses, mudou o cenário. Agora nosso príncipe acorda mais cedo, usa uniforme diferente, tem novos amigos e companheiros, nova professora, nova abordagem. Um espaço gigante, colocando na perspectiva do Samuel. Podemos dizer que ele se adaptou rapidamente, graças a Deus! Leva a mochila com todo o orgulho pela rampa. Está mais solto também, mas pode ser pela abordagem da escola e pode estar ligado ao crescimento dele. Estamos bem felizes com tudo. Tem um trânsito danado para chegar, mas é assim mesmo. Dou mais notícias em breve! 

Ah, destaquei o lance sobre a antiga escola ir até a quinta série. Se o Samuca ficasse nela, eu particularmente teria um pouco de receio em deixá-lo até o limite. Penso que ele se sentiria o "dono da bola" e a dor de encarar uma escola maior, que vai até o 2º grau, seria mais forte. Mudando agora, ela já vai vendo que a vida é longa. Tem muita lenha para queimar! 

Veja o que aprendi com minha experiência:

QUANDO É HORA DE DEIXAR A ATUAL ESCOLA

- Não caia na zona de conforto por já serem amigos da diretoria e professores. Questione sempre

- Se tem dúvida sobre algo (como o caso do almoço do Samuel), consulte pessoas diferentes da escola para confrontar as informações. 

- Não deixe a rotina diária te deixar cego. Leve seu filho com calma à escola (já fiz um post sobre isso) e observe o cenário com calma: se as demais crianças estão felizes, se existe algum acúmulo de brinquedos que podem reter água por causa da dengue (outro problema da escola antiga que esqueci de citar); converse com outros pais; veja se a professora chega no horário etc.   

DICAS PARA ESCOLHER A NOVA ESCOLA

- Pesquise bastante pela internet e busque depoimentos de pais de alunos.

- Visite a escola em horário de aula. Observe tudo! Se tem piscina, ela é de fácil acesso para os pequenos?

- Conheça a cozinha!

- Questione sobre o processo de segurança da escola. Como é o esquema de chegar e buscar a criança? Precisa fazer um cadastro das pessoas? 

- Olhe o estado dos brinquedos.

- Avalie a parte pedagógica.

- Como a escola apresenta o rendimento do seu filho? Tem reuniões com os pais?

- Tem enfermaria? Adorei ter isso na nova escola.

- Eu sugiro escolher uma escola perto de casa e não perto do trabalho. Mas isso é bem pessoal. Mais fácil mudar de emprego do que de casa. 

- Legal ter um grupo de WhatsApp com os pais dos amigos. Nos ajudou muito a resolver problemas.

- Avalie tudo, mas fique sabendo que não terá escola perfeita. 

 

No próximo post, posso dar mais dicas sobre como fizemos para ajudar na adaptação. Combinado?

Espero ter ajudado! Compartilhe suas experiências nos comentários! Preciso APRENDER TAMBÉM!