Consulte a Melhor Programação para o seu filho

Consulte a melhor programação para o seu filho

Ver todas as atrações


Qual o limite da privacidade dos nossos filhos?

20 de Abril de 2017 | Pai tem que fazer de tudo

Foto: Pixabay

 

Todos sabem que temos um garoto de 3 anos e 8 meses que mexe com a internet de forma moderada. Já contei por aqui que um dia ele descobriu um desenho com uma música "tão fofa" – como ele mesmo diz –, mas quando fui checar era uma montagem mostrando o Homem- Aranha jogando carros do alto de um prédio e personagens infantis se estapeando. Ou seja, música fofa e desenho "pancadão". Tudo pra pegar a gente e deixar a criançada viajando em coisa errada.

Hoje, fico imaginando os pais de adolescentes. Quanto deve ser bacana e difícil ao mesmo tempo! Eles começam a ter mais liberdade de sair, ir para a escola e para as tais baladas. Na minha época, eu ficava na rua jogando bola e trocando ideia com os amigos no passeio. Fui em shows de rock onde via muita coisa, mas nunca mexi com drogas (não associe drogas com rock, OK? Tem pra todo canto). Claro, bebia (que não deixa de ser errado, quando em excesso). Uma vez, eu e meus colegas saímos do bairro Caiçara e fomos até a Pampulha de bicicleta. Na correria! Pra gente foi um desafio, mesmo sendo perto. E não avisamos ninguém. "Dona Mirtes, eu confesso que fiz isso!" 

O relato acima pode ser caso de comedia stand-up comedy de tão bobo se compararmos com os tempos de hoje. As redes sociais expandiram os nossos passeios ou ruas onde brincávamos. O céu é o limite! Tudo rola com a máxima velocidade e tudo se torna viral. Pessoas influenciando pessoas. Pessoas montando comportamentos para a morte, como nesses casos da "baleia azul"!!! Que loucura!

Temos que ser amigos! Conversar e apoiar os nossos filhos desde pequenos! Ou se aproximar deles, se já estão grandes! Pais e mães, observe o corpo do seu filho! Não deixe a rotina te engolir!!! Pelo amor de Deus!!!! Troque uma ideia para saber o que ele curte e pesquise rápido!!! Saiam juntos. Observe. No atual contexto... seja um detetive!!! Perceba algum cheiro estranho na mochila... no quarto. OLHE PARA O SEU FILHO! Não enxergue nele um relógio marcando o tempo para chegar ao trabalho. Não carregue aquele pensamento que tudo só acontece com os outros. 

NÃO SEJA OMISSO!!!!