Consulte a Melhor Programação para o seu filho

Consulte a melhor programação para o seu filho

Ver todas as atrações


O que você pode fazer para deixar o seu filho feliz sem o uso de eletrônicos?

29 de Maio de 2018 | Conexão Familiar
no eletronics25.jpg (299 KB)
Foto: Pxhere

 

Por Iara Mastine

A pergunta do títutlo do post foi a pergunta que fiz no Instagram, na enquete dessa semana. E as ideias foram maravilhosas. Eu gostei tanto da participação de tantas famílias que resolvi retomar o tema e escrever aqui.

O primeiro ponto que quero ressaltar é a importância da simplicidade em nosso dia a dia. Foram ideias tão simples, mas tão importantes para a promoção da harmonia familiar e felicidade de seu filho: brincar fora de casa, ir ao parque, brincar com recicláveis, ler livros com a família, brincar de completar a frase ou até escrever histórias em conjunto. Uma simples sessão de cosquinhas pode ser uma excelente oportunidade para se divertirem juntos.

Algumas mães apontaram que trocaram algumas horas de sofá por brincadeiras. Algumas atividades dessa troca foram: desenhar juntos, pintar aquarelas, jogar bola, andar de bicicleta – aliás, praticar um esporte foi o que apareceu com maior frequência, visto que envolve, educa, transmite valores, conecta, ensina regras e faz muito bem para o corpo.

O segundo ponto muito importante dessa discussão foi a necessidade de colocar essas simples brincadeiras dentro da rotina da família. Sabemos que hoje o tempo é diferente... são tantas atividades para as horas que correm em forma de minutos apressados, por isso, respeitar sua necessidade é algo fundamental. Uma ideia é aproveitar o banho dos pequenos para promover essa estimulação com o divertido. Para esse momento apareceu a ideia de usar bolinhas de sabão, pintar o boxe com tinta guache e depois jogar água (é bem fácil de lavar) – e essa brincadeira pode ser usada para estimular e ensinar muitas habilidades. Se a criança já for alfabetizada, vocês podem brincar de forca, brincar de adivinhar palavras ou desenhos, e até fazer uma história. Quem disse que ensinar novas habilidades não pode ser em um momento divertido (aliás, com diversão aprendemos sempre mais). Se você precisa fazer atividades de casa, que tal fazer gincanas com os pequenos:

Que tal usar uma ampulheta para levar todas as roupas verdes para dentro da máquina de lavar roupas? Ou um desafio de acerta o cesto, jogando essas roupas dentro do buraco da máquina?

Outra atividade poderosa é compartilhar o momento da alimentação em conjunto. Muitas mães responderam cozinhar em família, e essa estratégia é fundamental para unir famílias e ensinar muitos valores. Antigamente nossos pais não precisavam nos ensinar a ser paciente (o estilo de vida já fazia isso). Quando eu era criança, se eu perdesse o meu desenho favorito, eu precisava esperar até o dia seguinte – e as vezes até a semana seguinte. Se eu não falei o que precisava para um amiguinho na escola, precisava esperar até me encontrar com ele novamente. Não haviam escolhas de pausar, rebobinar, repetir ou passar a diante. Hoje é necessário ensinar essa habilidade “de ter paciência” para as crianças – e fazer um alimento é uma ótima opção, pois o tempo precisa ser respeitado. Aguardar um bolo crescer é um bom momento de espera e por trás dessa ação de fazer um bolo, podemos transmitir a mensagem que confiamos em nossos filhos (já que estão fazendo algo importante para a família), que ele possui habilidades, que ele compartilha com a família, que ele é capaz!

Algumas mães responderam que o momento cineminha em casa é ótimo. Eu também gosto desse momento, mas a pergunta era exatamente o que fazer para não usar eletrônicos. Como apareceu em muitas mensagens, trago a reflexão de que a tecnologia veio para ficar, faz parte de nosso mundo e o que devemos aprender é usar com moderação. Estabelecer uma política de utilização de eletrônicos pode auxiliar muito na rotina. Um cineminha em casa é muito bom sim. Durante essa sessão podemos aproveitar para falar sobre o filme, trazer reflexões, conhecer o que nossos filhos pensam sobre um determinado assunto, aproveitar para questionar sobre emoções que os personagens sentem e o simples ato de estarem juntos, sentados pertinho um do outro e muitas vezes de mãos dadas, é um momento de troca de muito amor e cumplicidade.

O ideal é sempre pensar no montante das atividades de seu filho respondendo a pergunta: ele tem muitas experiências, no decorrer do dia, com estímulos diferentes?

Por exemplo, desenhar, pular, correr, esperar, brincar com massinha, brincar com bola, com jogos, procurar ou esconder... quanto maior for a experimentação de seu filho, melhor será o desenvolvimento dele.

E você, o que responderia para nossa pergunta: O que você pode fazer para deixar o seu filho feliz sem o uso do eletrônico?

 Facebook-01.png (83 KB) Instagram-01.png (104 KB)