Consulte a Melhor Programação para o seu filho

Consulte a melhor programação para o seu filho

Ver todas as atrações


O futuro é incerto, mas um seguro de vida ajuda a reduzir as incertezas

27 de Novembro de 2018 | Meu Dinheirinho
seguro-vida-1245793_1280.jpg (87 KB)
Foto: Pixabay

 

Por Carlos Eduardo Costa

Existem alguns temas que se transformaram em verdadeiros tabus e sobre eles as pessoas não gostam de conversar. A morte talvez seja o principal. E tudo aquilo que lembra a morte entra para o grupo dos assuntos proibidos. O seguro de vida é um deles. Muitos chegam a dizer que não querem nem pensar nesse assunto com medo de atrair a morte. Mas podemos afirmar que a única certeza que temos ao nascer é que um dia morreremos. E precisamos nos preparar para esse momento, inclusive financeiramente. Infelizmente, muitas vezes por um acidente ou doença muito agressiva, ela pode chegar muito antes do que gostaríamos. Nossa despedida trará um impacto profundo nas pessoas que amamos. Impacto emocional que pode ser acrescentado ao impacto financeiro, caso sejamos os provedores dessas pessoas. Em outras palavras, a vida de nossos filhos será impactada profundamente com a nossa morte, inclusive financeiramente.

E como podemos evitar isso? Através do planejamento e da organização financeira. Assim, estaremos criando condições para que nossos entes queridos possam preocupar-se somente com sua recuperação emocional sem maiores preocupações financeiras. O seguro de vida pode ser um grande aliado nesta tarefa. Este é seu objetivo. Garantir um conforto financeiro em um momento de perda emocional muito grande. Quando contratamos um seguro de vida, pagamos a uma seguradora um valor mensal (prêmio) e ela se compromete a pagar aos beneficiários por nós indicados um valor definido (indenização ou cobertura) em caso da ocorrência do risco contratado (morte ou acidente). A indenização do seguro de vida não entrará no processo legal de inventário e não está sujeita à cobrança de imposto de renda.

Através do seguro de vida, podemos garantir a realização de alguns objetivos que temos em relação aos nossos filhos. Eu e minha esposa fizemos um seguro de vida tendo um ao outro como beneficiários com o objetivo de garantir a realização de um sonho tão logo se concretizou a gravidez dela. O nosso objetivo era conseguir garantir uma boa educação para a Maria Eduarda, pelo menos até a idade adulta. O primeiro passo foi calcular qual seria o valor necessário para cobrir essas despesas. Olhamos o valor da mensalidade em uma escola no padrão que pretendíamos escolher no futuro. Também levantamos o gasto anual de material escolar. Com essas informações foi possível calcular o valor da cobertura necessária. E acabamos escolhendo um seguro decrescente. A cada ano, o valor da cobertura cai. Afinal cada ano estudado representa um ano a menos na vida escolar dela. E um ano a menos de despesas. Com essa apólice, posso ter uma tranquilidade de que se algo acontecer comigo, a vida escolar da Duda está preservada. E nas condições que sempre sonhei em oferecer para ela.

A cobertura básica de um seguro de vida é para morte natural ou morte acidental, mas coberturas adicionais podem ser contratadas e garantir a indenização em caso de invalidez total ou parcial, e mesmo antecipação em caso de diagnóstico de doença grave. Nessa última situação, o segurado receberá ainda em vida a indenização e poderá ele mesmo garantir o destino da indenização. Existem algumas seguradoras que oferecem seguros de vida em grupo, o que pode significar uma diminuição do valor do custo mensal. Existem também no mercado alguns seguros que garantem o resgate de parte dos prêmios pagos ao final de um determinado período, caso não tenha ocorrido sinistro. Antes de se contratar um seguro é importante saber todas as informações sobre o produto e sobre a seguradora que o está oferecendo.

O futuro é incerto, mas podemos diminuir as incertezas. Principalmente para nossos filhos!

 

Facebook-01.png (83 KB) Instagram-01.png (104 KB)