Consulte a Melhor Programação para o seu filho

Consulte a melhor programação para o seu filho

Ver todas as atrações


Guia prático para uso das especiarias na alimentação diária

23 de Março de 2018 | Alimentação Infantil
spices-2548653_960_720.jpg (265 KB)
Foto: Pixabay

As especiarias já foram moeda de troca e usadas para disfarçar o sabor e aroma desagradáveis de comidas estragadas. Já inspiraram milhares a buscarem por novas rotas marítimas iniciando a Era dos Descobrimentos. Há relatos de que o comércio de especiarias deu origem ao mercado de ações, pois muitas vezes comprava-se uma carga do navio que ainda ia partir em expedição. Hoje, a maior parte dos condimentos e especiarias possui qualidades culinárias e medicinais. e são o toque fundamental para tornar a culinária ainda mais elaborada e deliciosa. Pensando nisso, trouxe para vocês um super guia para ajudar e orientar sobre a melhor forma de usá-las.

Embarque nessa aventura cheia de possibilidades e, se esse guia te inspirar a criar um prato maravilhoso, conte a receita pra gente, viu?

Açafrão: É constituído pelos estigmas secos de uma flor de açafrão. Tem coloração laranja, conferindo cor amarelada aos alimentos. De aroma forte e sabor agradável, ligeiramente amargo. Usa-se em pratos à base de arroz, frango, peixes e crustáceos, além de risotos, pães, biscoitos e doces.

Aipo ou salsão: É encontrado fresco ou em sementes moídas e misturadas com sal para o preparo do sal de aipo. O aroma da semente tem um leve fundo amargo. Fresco, pode ser usado em saladas ou em pratos cozidos à base de carnes brancas ou vermelhas. As folhas são usadas para aromatizar os caldos. O sal de aipo é usado para realçar o sabor das saladas e dos molhos e sopas.

Kümmel: Possui sementes pequenas, escuras e curvas. Com aroma adocicado e penetrante. Usa-se em pães e pastas de queijo, chucrute e peixes.

Alecrim: Encontrado fresco ou seco. De coloração verde escora, sabor refrescante e aroma muito intenso, deve ser usado em pequenas quantidades. Seu aroma se associa muito bem a carnes, aves e peixes, a recheios e pães, sopas e alguns molhos, além de combinar muito bem com legumes. Use-o para aromatizar vinagre ou azeite.

Alho: É utilizado em todo o mundo, sendo um grande aliado da culinária saudável. É extremamente versátil e seu sabor combina muito com carnes, peixes e legumes. O alho tem utilização muito ampla na culinária nacional. Acrescente os dentes inteiros e descascados para aromatizar óleos vegetais.

Alho-porró: Tanto o bulbo como as folhas são comestíveis. Devido ao seu sabor suave, é usado em fatias finas, em ensopados, e cru, em saladas. Pode ser usado em substituição à cebola, porém tem sabor mais sutil e adocicado . É ideal para molhos, com cogumelos, em saladas, sopas e caldos de peixe.

Baunilha: É a essência adocicada e aromáticas obtida de uma orquídea trepadeira originária das Américas. Atualmente existe um aromatizante obtido artificialmente que simula o aroma de baunilha. Por ter uma produção rápida e de baixo custo(enquanto a produção de baunilha natural depende da floração e frutificação da planta), tem substituído o aroma natural da culinária. Entretanto, o aroma natural ainda é artesanalmente usado em chocolates, doces, sorvetes e bebidas.

Canela: É obtida retirando-se a casca dos galhos de uma árvore de origem chinesa. De aroma adocicado e forte, pode ser encontrada em casa ou em pó. Usa-se em compotas, picles, pães, bolos, biscoitos, legumes, doces, pratos salgados e salpicada sobre frutas ao forno.

Cebolinha: Cortada em pequenas rodelas, a cebolinha realça as saladas, os ovos e as omeletes, o queijo branco e os molhos. A cebolinha ajuda também na decoração de pratos. Faz parte das ervas finas como a salsa e o estragão.

Cardamomo: Da família do gengibre, apresenta uma baga com sementes pretas muito aromáticas usadas em carnes, doces e bolos. É utilizado também para dar gosto a bebidas, incluindo cafés e licores.

Curry: Trata-se de uma mistura de até 30 ingredientes(em pó) característica da cozinha indiana, sendo basicamente composta de gengibre, pimenta dedo de moça, pimenta vermelha, canela em rama, cominho, pimenta do reino, cardamomo, cravo, erva doce, cúrcuma e coentro em grãos. Usado em carnes, peixes, aves, ovos, queijos, molhos, assados, legumes cozidos e sopas.

Cebola: Diversas variedades são utilizadas na culinária, todas com sabor mais ou menos picante. Pode ser usada crua em carnes, saladas, molhos e vinagretes. Cozida ou refogada, combina bem arroz, carnes, omeletes, sopas, legumes e verduras.

Cheiro Verde: Combinação de salsa e cebolinha utilizada na culinária.

Chilli em pó: Pó vermelho de pimenta picante, variando o grau de intensidade(de fraco a muito forte). Usa-se em carnes, peixes e aves, especialmente em pratos mexicanos. Útil também no preparo de molhos para churrasco, dips, molhos para saladas de legumes, salpicando sobre queijos frescos ou massa para salgadinhos.

Coentro: É uma das ervas mais usadas no Nordeste brasileiro. Possui perfume incomparável, refrescante e de sabor marcante. Combina muito bem com peixes, frutos do mar, frango e legumes. Suas sementes são usadas para temperar marinadas.

Cominho: Pode ser usado em pó ou em grãos. De forte sabor, levemente amargo, aromático, quente e apimentado. Muito utilizado em diversos países e essencial no Curry. Pode ser usado como substituto da alcaravia e so coentro em preparações com carnes, aves, sopas, queijos, pães, licores e molhos, além de combinar com couve, arroz, chucrute e recheios.

Cravo da índia: Possui sabor fortemente aromático e picante. Geralmente, é encontrado em grãos e também na forma de essência(para aromatizar doces) usa-se em doces e compotas, pratos salgados à base de carnes, relish, pães, biscoitos, bebidas e vinha d’alho.

Cúrcuma: É obtida moendo-se a raiz de uma planta da família do gengibre, de cor amarela. Possui aroma penetrante e gosto ligeiramente amargo. Um dos ingredientes do curry, é conhecida também como açafrão da terra e utilizada como substituto do açafrão por ser de menor custo. Use-se em molhos, peixes e crustáceos, como também em pratos à base de aves e ovos, queijos, bebidas de frutas, licores e saladas.

Dill: Com o sabor voltado para o anis, em geral combina muito bem com peixes, omeletes, batatas, saladas verdes e creme de leite fresco. Suas sementes são usadas para temperar vinagretes, marinadas e conservas.

Erva cidreira: Suas folhas possuem sabor muito doce e um intenso aroma, semelhante ao do limão. Na culinária utiliza-se em sopas, ensopados, saladas, guisados de peixe e frango, sucos, saladas de frutas, gelatinas, sobremesas diversas e, ainda, molhos de ervas.

Erva doce: As folhas da erva-doce combinam muito bem com peixes grelhados ou cozidos em papelote. Esse tempero fica delicioso servido com grande variedade de carnes, como frango, vitela e outras. O seu aroma adocicado tempera muito bem saladas, molhos e o creme de leite fresco.

Estragão: Usado no preparo de molhos, pratos com ovos, frango, saladas e sopas. O estragão tem um gosto picante que ajuda a realçar alimentos sem sabor. Muito usado no preparo de vinagretes de vinho branco.

Funcho: É encontrado normalmente.em ramas frescas ou em sementes. De sabor anisado, é usado para preparar peixes, carne de porco e grelhados. Uma variedade de funcho, o de cabeça, é muito utilizada na culinária cozida ou crua.

Gengibre: Raiz inteira moída, fresca ou seca, de aroma adocicado e penetrante e de sabor forte. Entra no preparo de pratos doces e salgados, em compotas, picles e também em bebidas.

Gergelim: Pequenas sementes de cores que variam do branco ao vermelho, pardo ou preto, com sabor que lembra o das nozes. É encontrado em grãos, com ou sem casca, inteiro ou moído, e também como óleo, manteiga ou pasta. É usado normalmente como sementes torradas(saladas verdes ou de batata, queijos frescos, ensopados de peixe ou frango e sopas), pasta e óleo( em pratos árabes e judeus).

Hortelã: É encontrada geralmente fresca, mas também seca. O aroma é fresco e ligeiramente amargo. Muito usada no preparo de quibe e tabule, nos molhos para carneiro, em saladas, sobremesas, chocolates, coquetéis, refrescos e como chá.

Louro: A folha de louro é um dos componentes do Bouquet Garni(conjunto de ervas aromáticas utilizado para temperar receitas culinárias diversas, como carnes e molhos). O louro combina com sopas, peixes em geral, carnes, frango e terrinas. Geralmente, uma folha basta para aromatizar o prato.

Manjericão: Erva fina de odor marcante, o manjericão combina muito bem com tomate, berinjela, abobrinha, frango e vitela. Como o calor diminui seu aroma, fica melhor se adicionado ao final da receita.

Manjerona: Considerada indispensável na cozinha mediterrânea, a manjerona combina com carnes, tomate, batata e arroz. Muito parecida com o orégano, a manjerona tem um aroma mais fino que o seu concorrente associando-se mais facilmente a outras ervas.

Mostarda: Como tempero, usa-se somente a mostarda em grãos. Existe nas cores escora e clara, sendo esta última a mais utilizada, tanto em grãos como moída. Usada em picles, molhos em geral, recheio de peixes, carnes, aves e legumes. A mostarda em pasta é usada principalmente em sanduiches, saladas, assados carnes e canapés.

Noz moscada: Encontra-se a semente inteira ou em pó. Como todas as especiarias, e melhor quando moída na hora para que seu sabor neste quente e doce, possa ser conservado melhor. Usada em recheios, molhos do tipo bechamel, legumes, em pratos à base de ovos ou no preparo de pães, biscoitos, bolo, bebidas e coquetéis.

Orégano: Indispensável no preparo de pizzas, o orégano é o companheiro perfeito do tomate, do pimentão, da berinjela, da abobrinha e das massas. Também combina muito bem com carnes brancas, como a vitela e o peito de frango.

Páprica: Pó de cor vermelha, com aroma doce e gosto que varia do suave ao picante. Usada em pratos à base de carnes de porco, aves, queijos, sopas, molhos para saladas, dips para coquetéis e como enfeite de pratos.

Pimentas: São vários os tipos, sabores e ardências.

Pimenta ardida: Entre elas estão os tipos de calabresa, de caiena, chilli, cumarim de cheiro, malagueta.
Os furos variam: vermelho, alaranjado, amarelo ou verde. Podem ser encontradas frescas e secas. As partes mais picantes são as fibras internas e as sementes. Podem ser usadas em todos os tipos de preparações.

Pimenta do reino: Encontra-se a preta, em grãos ou moída; a branca(que é a preta sem a casca), também em grãos ou moídas; e a pimenta verde, isto é ainda não madura. Esta última é encontrada em conserva em conserva. De modo geral todas elas deveriam ser moídas na hora para preservar melhor o aroma. São usadas em quase todos os pratos salgados e até em alguns doces, dando-se preferência à branca em pratos claros ou suaves, pois é menos ardida e menos aromática que a preta. Já a pimenta verde é reservada para pratos especiais, mais refinados.

Raiz forte: A raiz forte é, sem dúvida, uma erva picante. Utilizada principalmente para realçar maioneses e molhos que acompanham carnes fritas. Também é muito usada na culinária japonesa.

Salsa: Conhecida como salsinha, a salsa, além de ser decorativa, acrescenta cor e sabor à omeletes, saladas, molhos, purês de batatas, patês e sopas. São encontradas duas variedades da salsa: a salsa-crespa, mais decorativa e em forma de buquê; e a mais comum, a lisa, que é mais aromática e suporta melhor o cozimento.

Sálvia: Serve para perfumar as carnes, principalmente de porco, de coelho e a vitela. Seu sabor, ligeiramente amargo, combina com legumes secos, queijos e linguiças. Vai muito bem com carnes grelhadas e com molhos.

Semente de anis(ou anis estrelado): Diferencia-se do anis(erva doce) por ser uma árvore de folhas perenes, e não uma erva anual. Seus frutos são capsulas com sementes avermelhadas em forma de estrela. Possui sabor aromático e doce, mais forte e picante que o sabor do anis comum. É empregada para aromatizar peixes e frutos do mar, no preparo de pães, biscoitos, doces, licores, geleias de frutas, gelatinas, chás, sopas  saladas.

Tomilho: Muito apreciado nas cozinhas europeias, o tomilho é um elemento importante do Bouquet Garni. Seu perfume lembra a Provença, região da França onde é encontrado. Combina com sopas, molhos de tomate, legumes em geral, carnes vermelhas e terrinas.


* Fonte:
Odiario.com
Cozinha é lugar de criança, por Rosineia Aparecida Bigueti- Sesi-SP Editora,2016

 

Facebook-01.png (83 KB) Instagram-01.png (104 KB)