Consulte a Melhor Programação para o seu filho

Consulte a melhor programação para o seu filho

Ver todas as atrações


Expressão "tem que..." oprime as mães: saiba como se livrar dela!

07 de Junho de 2018 | Mães Que Educam

mulher-soprando-bolhas-pixabay.jpg (64 KB)

A expressão "tem que" costuma ser imposta na nossa vida pelos outros e por nós mesmas. Pronunciada nas conversas do dia a dia de maneira corriqueira, vai se tornando normal e aparentemente inofensiva. No entanto, além de provocar uma imensa pressão, nos sufoca, estressa e desanima. Acaba interferindo de maneira negativa na nossa vida e, principalmente na relação com quem amamos.

Isso ficou claro para nosso grupo de mães em uma das Imersões do 'Mães que Educam' realizada em São Paulo. Assim que uma mãe contou o que ela sentia toda vez que ouvia um "tem que" a identificação entre nós todas foi imediata.

Quantas vezes você já ouviu alguém dizer para você:

- Tem que casar.

- Tem que arrumar filho.

- Tem que amamentar.

- Tem que colocar limite.

- Tem que se cuidar.

- Tem que ser feliz.

- Tem que ficar magra, tem que, tem que, tem que…

Esta é mais uma de tantas outras expressões produzidas por uma sociedade que se revela consumista, intolerante, imediatista. Nós somos essa sociedade e, por isso, também cobramos o "tem que" de nós mesmas e dos outros. Já parou para pensar nisso?

Nós também, muitas vezes, trazemos o "tem que" para a relação com os nossos filhos:

- Tem que andar cedo.

- Tem que falar rápido.

- Tem que ler primeiro.

- Tem que ser o melhor na escola, no esporte, tem que, tem que, tem que…

Isso nos oprime demais e oprime o outro também. Além de trazer danos para a nossa saúde, também compromete os laços afetivos que estamos construindo com nossos filhos e com outras pessoas. Fere, machuca, arrasa com a nossa autoestima, porque não damos conta de tudo. Somos humanos. Seres imperfeitos. Aprendizes.

Então, lembre-se que cada um tem o seu tempo e ritmo para planejar e realizar coisas. Seja o que for. É preciso levar isso muito a sério, porque as pessoas são diferentes umas das outras, de verdade. A vida é breve demais, por isso deixo aqui 3 sugestões para vivermos sem culpa, com plenitude e livre do "tem que..."

São apenas sugestões sem a menor intenção de ser mais um "tem que..." na sua vida:

1- Não tenha medo de falar para o outro como você se sente e do que você precisa para se sentir melhor.

2- Tenha momentos para fazer o que te deixa feliz e isso inclui atenção com a sua saúde.

3- Peça ajuda quando sentir necessidade. Afinal, somos seres humanos e precisamos uns dos outros para viver.

Faço uma proposta: Vamos viver intensamente cada momento da nossa vida?

Facebook-01.png (83 KB) Instagram-01.png (104 KB)