Consulte a Melhor Programação para o seu filho

Consulte a melhor programação para o seu filho

Ver todas as atrações


Dinheiro também é papo de criança

08 de Maio de 2018 | Meu Dinheirinho

cofrinho.jpg (81 KB)

Foi-se o tempo em que dinheiro não era algo conversado com os filhos pequenos. As famílias hoje em dia introduzem o assunto cada vez mais cedo em casa. Mas há idade certa para iniciar o aprendizado financeiro? Deve-se adotar a mesada? Cofrinho é uma boa opção?

Por isso, irei publicar no blog a entrevista que concedi para o site do SENAC MINAS, onde sou professor de programas de MBA.

POR QUE É IMPORTANTE TRABALHAR A EDUCAÇÃO FINANCEIRA DESDE A INFÂNCIA?

O aprendizado financeiro terá alcance no presente e um impacto altamente positivo no futuro do seu filho. No presente porque faz com que se sintam envolvidos e com participação ativa na vida da família. No futuro, porque aprendendo desde cedo dificilmente se tornarão adultos com graves problemas em relação ao tema dinheiro.

COM QUE IDADE INICIAR E COMO FAZER?

Não há idade definida, mas é importante que a criança tenha maturidade para entender e participar ativamente na vida da família. São quatro pilares: ensiná-los a ganhar, gastar, doar e poupar. Isso deve ser feito por meio das situações do cotidiano. No supermercado, por exemplo, é uma oportunidade de mostrar à criança a importância de fazer uma lista, deixá-la auxiliar na localização das coisas, mostrar que há um valor separado para ser gasto com aquelas compras. Uma dica é permitir que seu filho possa escolher algum item que esteja fora da lista da família. Nesse momento é importante ser firme e permitir somente um, pois isso, irá ensiná-lo a fazer escolhas, o que é essencial para a vida adulta.

MESADA OU SEMANADA DEVEM SER ADOTADAS?

Ambas são boas ferramentas de educação financeira, mas é preciso saber usá-las para não serem nocivas. O objetivo deve ser o de ensinar a poupar, a fazer escolhas, permitir que sintam que nem sempre se tem dinheiro para comprar tudo o que se deseja. A criança começa a comparar os valores das coisas, entender o valor financeiro de cada item desejado e aprende que poupar é importante para conquistar um bem mais caro.

Para os filhos mais novos, até os 11 anos, o ideal é a semanada. Nessa faixa etária a noção de mês ainda é algo distante, por isso o intervalo curto é mais interessante. A mesada geralmente após os 12 anos.

O valor é sempre definido de acordo com as possibilidades da família. Outra questão importante é que não considero positivo atrelar o dinheiro às tarefas de casa ou da escola, pois essas são obrigações que eles têm de fazer sem estarem condicionadas ao dinheiro. Em vez disso, é mais interessante comemorar com o filho as vitórias das tarefas, seja com um lanche gostoso, uma viagem ou algo do tipo.

COMO MOSTRAR PARA A CRIANÇA A IMPORTÂNCIA DO DINHEIRO, MAS SEM DEIXÁ-LA FOCADA NISSO?

O pai e a mãe é que precisam dar esse limite e dar exemplos em casa. É preciso mostrar que o dinheiro é importante, mas não o mais importante. Para isso, há bons exemplos de ações que podemos fazer sem o dinheiro: brincadeiras, ajudar os amiguinhos no “para casa”, cuidar da avó, doações e fazer trabalhos voluntários. Outra dica para evitar o foco excessivo na questão financeira e no consumo é estabelecer datas específicas no ano para ter presentes em casa.

COFRE E POUPANÇA DEVEM SER ADOTADOS NA INFÂNCIA?

Cofrinho é uma ferramenta bacana, mas também precisa saber usar. Explicar o valor das moedas, das notas, permitir que eles entrem em contato com isso é bastante saudável. O único cuidado é a “Síndrome do tio Patinhas”, pois guardar por guardar não é benéfico. Tem de guardar planejando algo que eles consigam visualizar como benefício para realizar um sonho a curto prazo. Não pode ser algo intangível, nem a longo prazo, pois a criança precisa enxergar a vitória daquele ato de poupar.

As poupanças a longo prazo, para projetos maiores, como viagens, faculdade, devem ser feitas pelos pais, não pelas crianças. Lembrem-se: para os pais cuidarem dos filhos, eles têm de cuidar do seu futuro também.

 

Facebook-01.png (83 KB) Instagram-01.png (104 KB)