Consulte a Melhor Programação para o seu filho

Consulte a melhor programação para o seu filho

Ver todas as atrações


Como os pais podem ajudar no desenvolvimento da leitura e escrita?

10 de Maio de 2018 | Lição de Casa

escrever_alfabetizacao_semcredito.jpg (79 KB)

Após nascermos, vamos aos poucos assimilando o mundo a nossa volta através de nossos sentidos. A variedade, a quantidade e a qualidade dos estímulos externos vão se tornando nossa biblioteca interna. Ao longo da vida, vamos acessando e alimentando esse grande acervo. As habilidades de leitura e escrita permitem de forma significativa acessar, expandir e expressar esse universo de informações e estímulos.

Como nós, pais, podemos contribuir de forma positiva para que nossos filhos desenvolvam habilidades como a da leitura e da escrita de forma satisfatória? Conversei com a fonoaudióloga Rita Leite, doutoranda pela UFMG, para entender a relação entre fonoaudiologia, alfabetização e letramento:

Quais são as contribuições da fonoaudiologia nos processos de alfabetização e letramento?

Rita Leite - A contribuição começa na Educação Infantil, ao determinar o desenvolvimento favorável da linguagem oral em todos os seus aspectos: fonologia (sons da língua), semântica (vocabulário), morfossintaxe (regras da língua) e pragmática (funções comunicativas e conversação). Favorecer experiências linguísticas no meio familiar com a interação entre pais e seus filhos ao estimular a contação de histórias, a leitura de histórias para a criança, os passeios em zoológicos, parques, supermercados e outros lugares ricos em vivência linguística, as brincadeiras de faz de conta, os jogos como dominós/memória de animais, frutas, dentre outros, as brincadeiras que envolvam a linguagem como músicas infantis e parlendas. No envolvimento com as brincadeiras que utilizam linguagem, os pais estarão favorecendo a criança a pensar sobre a palavra, como por exemplo prestar atenção às rimas existentes nas parlendas. Quando a criança já está na fase escolar (por volta de 6 anos), a contribuição se torna mais pontual sobre as habilidades que envolvem o aprendizado da leitura. Dentre essas habilidades estão a consciência fonológica e a compreensão do princípio alfabético do Português. As crianças vão aos poucos entendendo que cada letra representa um som. Além de promover a possibilidade de acesso aos diversos gêneros literários: poesias, notícias, receitas, recados e outros.

Um professor de Educação Básica não é um especialista nas técnicas de fonoaudiologia. Quais habilidades ele deve ter para contribuir de forma efetiva na aquisição e automatização da leitura?

O professor deve estar atento para que as crianças no período de alfabetização apresentem um desenvolvimento adequado da linguagem oral. Deve estabelecer tarefas que propiciem o desenvolvimento da consciência fonológica, para que possam entender que o português é um sistema alfabético. Assim, ao aprender a ler, a criança deve compreender a relação grafema-fonema, ou seja, identificar que cada letra representa um som.

Como os pais podem fomentar o processo de aprendizagem de seus filhos desde os primeiros anos de escolarização?

Os pais devem garantir um ambiente favorável para o desenvolvimento da linguagem, buscando ser facilitadores do processo de comunicação. Devem ser mediadores no momento em que as crianças estão assistindo aos seus programas de TV ou jogando em tablets, por exemplo. Devem cuidar para que momentos de brincadeiras "reais" aconteçam e a criança não fique presa aos jogos digitais. Jogos e materiais que favoreçam o desenvolvimento infantil, onde a interação é necessária, devem ser priorizados. Não se esquecer de oferecer materiais de escrita, de modo a proporcionar experiências com o mundo da leitura: livros de histórias, por exemplo.

Existe material com linguagem acessível para que não especialistas, como os pais, possam entender melhor esses processos e, assim, melhorar suas contribuições nas etapas de aquisição da leitura e da escrita?

Alguns materiais estão disponíveis sim, como as cartilhas da Pearson, do instituto ABCD, dos conselhos fiscalizadores das profissões, mas acredito que os pais vão buscar esses materiais na internet e nem sempre eles chegam aos materiais mais adequados, dada a grande oferta de materiais expostos na rede.

Quais os sinais e sintomas mais frequentes para os quais devemos, como pais, acender o sinal de alerta?

Alguns sinais são, sim, alerta de que algo não vai bem. Podemos citar atraso no desenvolvimento da linguagem - crianças que começam a falar tarde, depois dos 2 anos; manter a troca de sons na fala após 4/5 anos; dificuldade em cumprir ordens com mais de duas ações; vocabulário restrito; lento para recordar nomes e acessar palavras; dificuldade em memorizar músicas infantis, em fazer rimas e produzir travas-língua. Apresentar dificuldade em aprender os dias da semana, os meses do ano. Dificuldade em aprender direita e esquerda. Ou seja, dificuldade com questões espaciais e temporais.

Esses cuidados que você citou podem contribuir para que os pais possam cultivar bons hábitos de leitura e escrita?

Sim, os pais terem bons hábitos de leitura é um grande facilitador para a entrada da criança no mundo da leitura. Gostaria de acrescentar que os pais devem estar atentos ao desenvolvimento de seus filhos; em caso de dúvida, o melhor é levá-lo para uma avaliação com um profissional da área. Não fique esperando que com a idade os sinais de alerta desapareçam.

 

Nos próximos posts  conversaremos com outros especialistas sobre as importantes habilidades de leitura e escrita e sobre como podemos contribuir para que os pequenos se desenvolvam como bons leitores. Vamos juntos?!

Facebook-01.png (83 KB) Instagram-01.png (104 KB)