Consulte a Melhor Programação para o seu filho

Consulte a melhor programação para o seu filho

Ver todas as atrações


Como combater a procrastinação na sua família

06 de Fevereiro de 2018 | Conexão Familiar

iStock-494149863procrastinacao_metas_tempo_foco.jpg (309 KB)

Você já ouviu aquela frase: “O ano só começa depois do Carnaval”?

Pois bem, estamos a menos de uma semana do Carnaval, e eu gostaria de te perguntar: O ano já começou para você?

A procrastinação é um comportamento humano bastante comum entre as famílias. Pode ser identificado nas frases: “depois eu termino”, “outro dia eu faço”, “só mais um minutinho”, “depois eu me preparo melhor para resolver isso”. Ou seja, procrastinar é o ato de adiar, constantemente, a realização de uma tarefa, responsabilidade ou compromisso.

Será que você já se percebeu assim? E seus filhos?

No dia a dia, uma criança pode encontrar diversos motivos para procrastinar suas tarefas e deveres, por exemplo, quando recebe uma tarefa que julga muito fácil de fazer, ou que considera muito difícil para realizar sozinha. Também pode deixá-la para depois, pois surgiu algo bem mais motivador agora (nesse caso o cérebro da criança ainda não está maduro o suficiente para distinguir as responsabilidades das tarefas). Existe também o fato de a criança estar desmotivada e sem ânimo para fazer seus deveres, não atribuindo sentido para a realização naquele momento.

Este adiamento de tarefas pode estar relacionado com problemas de ansiedade, baixa autoestima, estresse, comportamentos autodestrutivos, dificuldades de concentração, bloqueios de criatividade, emoções e sentimentos sabotadores, que desconcentram e desconectam a pessoa dos seus objetivos e faz com que deixe tudo para depois.

Mas não pensem que as pessoas procrastinam somente coisas que não gostam de fazer. Uma atividade prazerosa também pode ser deixada de lado. Uma mãe, por exemplo, pode deixar de sair com as amigas, de ir ao clube ou a academia para arrumar um armário, limpar a casa ou qualquer outra atividade que desvie a atenção de realizar a tarefa pensada anteriormente.

E sabe o que é pior? Quem procrastina tem sempre uma boa desculpa para todas as vezes que empurra algo para depois, e na maioria das vezes, a desculpa é para ela mesma.

A procrastinação pode ser severa quando, apesar das consequências negativas, a pessoa não consegue cumprir suas metas desejadas, criando situações ruins em sua vida.

Então o que devo fazer para superar a procrastinação na família?

Primeiro, você deve lembrar que você é o exemplo para seu filho. Qual é a mensagem que está passando para ele?

Também é fundamental fazer uma auto-observação e identificar se está dando desculpas para não fazer uma atividade de prioridade em sua vida. Reavalie seus pensamentos e analise se você está deixando algo para depois, porque a desculpa que você está dando está sendo maior do que a sua prioridade.

Durante essa auto-observação, procure identificar quais são as fontes de sua procrastinação: será desmotivação, baixa autoestima, estresse, falta de tarefas desafiadoras, excesso de compromissos, repetição de comportamentos ou falta de objetivos?

Assim que tiver esta resposta será muito mais fácil lidar com o problema e definir estratégias para vencer seu hábito de adiar as coisas.

Você também pode mudar alguns hábitos e começar a planejar. Pode agendar seus compromissos, implantar a estratégia de utilizar lembretes, organizar a sua demanda por prioridade e até se autodesafiar e começar a colocar uma ação, que só está no pensamento, em prática.

Por fim, tenha metas, objetivos e combinados, tanto para você como para a sua família. Quando conseguimos identificar o que realmente queremos, a nossa motivação interior cresce e não tem procrastinação ou falta de foco que nos impeça de realizar os nossos sonhos.

Por isso, que tal definir suas metas e os objetivos familiares já?

É importante que você reconheça que nem tudo é fácil de conseguir. A execução de uma tarefa pode gerar um certo desconforto, mas entenda que às vezes esse desconforto faz parte. Você pode lembrar que tolerar esse desconforto pode trazer uma recompensa que vai valer a pena. A realização de uma tarefa pré-estabelecida pode gerar a produção de endorfina, o que causará um estado de muito prazer. É a famosa sensação do bem estar do dever cumprido!!

Boa sorte! ????

 

Facebook-01.png (83 KB) Instagram-01.png (104 KB)