Consulte a Melhor Programação para o seu filho

Consulte a melhor programação para o seu filho

Ver todas as atrações


8 dicas para evitar que seu filho se torne um pequeno consumista

01 de Agosto de 2017 | Meu Dinheirinho
shutterstock_296584007_consumista.jpg (1.06 MB)
Estimule a pesquisa de preços desde pequenos

Muitos pais ficam assustados com o consumismo dos seus filhos. Eles estão sempre pedindo alguma coisa. Mas, na maior parte das vezes, os hábitos da família incentivam ainda mais esse consumismo.

Para ajudar os pais a desenvolver junto com os filhos um consumo mais consciente dentro da família, elaborei uma lista com algumas dicas:

  1. Estabeleça um calendário com as datas comemorativas que poderão significar presentes. Aniversário, dia das crianças e natal já permitem um bom fluxo de presentes.
  2. Desenvolva atividades e brincadeiras com seus filhos independentes de brinquedos industrializados. É importante que eles saibam que é possível se divertir sem a necessidade de usar o último lançamento da indústria de brinquedos. Brincadeiras do tempo da infância dos pais podem ser usadas. As crianças podem gostar bastante de brincar como seus pais brincavam.
  3. Diversifique os passeios com seus filhos. Muitas famílias acabam tendo como destino principal para os momentos de lazer modernos shopping centers. As crianças acabam ligando o prazer de estar com suas famílias ao prazer de comprar. Isto pode ser muito perigoso!
  4. Incentive a adoção de campanhas de doação após datas comemorativas que trouxeram muitos presentes. É importante mostrar que um brinquedo que não desperta mais interesse pode trazer a alegria para outras crianças. É fundamental que a criança participe da seleção e da entrega dos brinquedos. Brinquedos em péssimo estado devem ser descartados.
  5. Trabalhe com eles a diferença entre querer e precisar. Todos nós, inclusive adultos, temos desejos praticamente ilimitados. Mas é preciso primeiro cuidar daquilo que efetivamente precisamos para viver.
  6. Estimule a pesquisa de preços. É importante comparar o valor de um produto em diversos canais de venda. A internet pode ajudar bastante nesta tarefa!
  7. Quando os filhos já têm sua renda (mesada), vincule as compras supérfluas aos valores economizados da mesada. Isto poderá ajudar a frear o consumo.
  8. Não se esqueça do exemplo. Os filhos espelham-se em seus pais. Pais consumistas podem influenciar nos hábitos de consumo dos filhos.

Ao cuidar da educação financeira de nossos filhos estamos agindo no presente e no futuro.  No presente, pois assim teremos filhos mais conscientes em seu consumo, o que irá impactar positivamente a vida financeira familiar. E também no futuro, já que ao possuir hábitos financeiros saudáveis, será mais fácil para eles atingirem seus objetivos.