Consulte a Melhor Programação para o seu filho

Consulte a melhor programação para o seu filho

Ver todas as atrações


3 problemas que podem indicar atrasos na linguagem da criança

05 de Dezembro de 2018 | Saúde - Notícias - Para os pais
linguagem-baby-1465887_1280.jpg (83 KB)
Foto: Pixabay



Da redação

A aquisição da fala é um processo que ocorre progressivamente na criança, desde os primeiros meses de vida. Entre 0 e 3 meses o bebê faz vocalizações, ou seja, repete vogais e faz sons guturais, depois, começa a fase do balbucio (entre 3 e 6 meses). Entre 6 e 9 meses ela responde, quando chamada, e repete sons para escutá-los. Até os 12 meses ela já é capaz de compreender algumas palavras simples e ordens, como bater palmas.

"As crianças falam 50 palavras por volta dos 18 meses, 100 palavras entre 20 e 21 meses. Aos 2 anos elas já são capazes de falar três ou mais palavras em frases curtas", explica a fonoaudióloga do Hospital Cema, em São Paulo, Thaís Palazzi.

As primeiras palavras costumam surgir por volta dos doze meses até um ano e meio. E estima-se que aos dois, ela consegue falar frases simples, conseguindo a partir daí se expressar cada vez melhor.

Embora haja variações na aquisição da linguagem de criança para criança, o esperado é que ela evolua de acordo com esses marcos. Caso não, é importante saber como identificar se há atrasos que podem indicar algum tipo de alteração na linguagem, ou se isso é consequência de outros problemas, como distúrbios auditivos.

"As alterações podem ser causadas por diversos motivos, como problemas auditivos, otites, falta de estímulos adequados ou limitações cognitivas, entre outros", explica a fonoaudióloga.

Ela destaca a seguir três problemas de fala:

1 – Problemas auditivos

Alguns sinais que podem ser indicativo de problemas auditivos:
Não reagir a sons fortes, como palmas;
Não responder à fala dos pais, quando maior;
Não atender quando chamado pelo nome ou ao ouvir frases simples;
Não imitar sons e palavras.

"Se as primeiras palavras não se desenvolvem, a fala da criança é difícil de entender, ela substitui e omite determinados sons e sempre parece agitada e inquieta, tais sinais podem indicar que há alterações auditivas", explica a especialista do Cema.

2 – Gagueira

Acredita-se que algumas crianças já trazem em seu código genético a tendência para gaguejar e, nesses casos, elas não recuperam espontaneamente a fala na primeira infância. Precisam sempre ser avaliadas por um fonoaudiólogo para identificar o problema e tratá-lo corretamente.

3 – Língua presa

Podem ser sinais de língua presa:
Dificuldade de sucção na amamentação;
Dificuldade em colocar a língua para fora;
Ter língua em forma de coração;
Apresentar fome depois de mamar.


Facebook-01.png (83 KB)
 Instagram-01.png (104 KB)